A PASSEATA DOS CEM MIL E SEU VÍNCULO COM O ATO INSTITUCIONAL Nº 5

Everton Silva Santos, Tamires Gomes da Silva

Resumo


A Passeata dos Cem Mil, foi um movimento ocorrido durante período de Ditadura Militar no Brasil. É quase impossível se remeter e esse grande evento, sem recordar a participação dos estudantes. A União Nacional dos Estudantes – UNE, foi criada com o objetivo de defender e congregar os interesses de todos os estudantes universitários nas grandes discussões nacionais do país. Percebeu-se que a Passeata dos Cem Mil acirrou ainda mais a tensão dos segmentos extremistas do regime militar, coagindo-os assim, a criarem o Ato Institucional mais cruel e devastador de todos os outros, denominado como Al-5. Neste contexto, surge a problemática da pesquisa: Qual foi o papel da Passeata dos Cem Mil para o fortalecimento ou enfraquecimento do regime militar brasileiro? A metodologia utilizada foi o resumo de assuntos, pois se fundamentou na fonte bibliográfica. Observa-se então, que a mobilização estudantil de 26 de junho de 1968, alcançou parcialmente o seu objetivo. O sentimento de vitória foi evidente um dia após a Passeata. Os estudantes e a sociedade por um momento tiveram esperança que conseguiriam a dissolução do governo militar. Contudo, meses depois foi criado o AI-5, que exibiu de forma grandiosa o poder e a força dos militares.
Palavras-Chave: União Nacional dos Estudantes; Passeata dos Cem Mil; Ditadura Militar, Ato Institucional - 5.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.