O USO DOS RECURSOS EDUCACIONAIS DIGITAIS NA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA NA PERCEPÇÃO DOS PROFESSORES

Renata Manenti da Silva, Michele Domingos Schneider, Elisa Netto Zanette

Resumo


As mudanças trazidas pelos meios digitais redefinem e transformaram os meios sociais, políticos e econômicos a partir do conhecimento. Barone (2012) afirma que a educação influenciada por tais transformações, deve também constituir-se como o ingrediente central da sociedade do conhecimento. Esse é o contexto que deve orientar a utilização crescente das tecnologias de informação e comunicação (TICs) na educação. Entretanto, apesar destas tecnologias se mostrarem influenciadoras no âmbito educacional, sua utilização nas aulas de matemática ainda é incipiente (SANTOS, 2007). Continuamente citada como a área de conhecimento com problemas de aprendizagem pelos alunos, faz-se necessário repensar as metodologias e os recursos utilizados nas escolas. As atuais gerações Y e Z (OLIVEIRA, 2010) são influenciadas e influenciadoras no uso de TICs. No âmbito da matemática, os conceitos podem ser desenvolvidos com o uso de materiais diversos, como os Recursos Educacionais Digitais (RED), os Recursos Educacionais Abertos (REAs), os softwares geométricos e algébricos como o GeoGebra, o Graph, entre outros. Para Gravina e Santarosa (1998), estes recursos evidenciam novas abordagens no processo de ensino e aprendizagem de entes geométricos por possibilitar conjecturas a partir da experimentação e construção destes objetos, pelo questionamento, argumentação e dedução das propriedades geométricas. São materiais de apoio didático, que possibilitam a simulação dos objetos matemáticos em situações virtuais, com propriedades e características embasadas na Ciência. A pesquisa tem por objetivo, investigar o uso de RED no processo de ensino e aprendizagem de Matemática na perspectiva do professor, com ênfase na utilização dos REAs. A pesquisa se caracteriza em estudo de caso, com abordagens quanti-qualitativa de análise de dados. A população alvo é constituída pelos egressos do curso de licenciatura em matemática da UNESC, de 2000 à 2017. A amostra é composta pelos egressos que atuam como professores nas redes de ensino. Os instrumentos de pesquisa a serem utilizados são: diário de bordo, questionários e entrevistas. Fundamenta-se teoricamente a partir de Kenski (2012), Oliveira (2010), Duval (2003), Borba e Penteado (2001), e Zanette, et al., (2012). Espera-se como resultado e contribuição da pesquisa, compreender como ocorre o movimento de inserção das tecnologias digitais em sala de aula, além de verificar quais inovações das práticas pedagógicas são relevantes para a melhoria do processo de ensino e aprendizagem, na perspectiva do professor de Matemática. Parte-se do pressuposto que, o uso de RED e REAs poderá contribuir na identificação de melhores práticas e na melhoria do ensino e aprendizagem nesta área.

Palavras-chave: Educação Matemática, Tecnologias Digitais, Recursos Educacionais Abertos, Docência.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Conselho Editorial


Ademir Damazio

Edison Ugioni

Elisa Netto Zanette

Kristian Madeira

Ledina Lentz Pereira

 

Comissão de Avaliação

Ademir Damazio

Edison Ugioni

Elisa Netto Zanette

Eloir Fátima Mondardo Cardoso

Kristian Madeira

Ledina Lentz Pereira

Viviane Raupp Nunes de Araújo