REFLEXÕES ACERCA DO DOCENTE COMO IMPULSIONADOR DAS POSTURAS MENTAIS, PSICOLÓGICAS, EMOCIONAIS E COGNITIVAS NO DISCENTE

Giovane Souza, Edison Uggioni

Resumo


A construção de uma pessoa autônoma no processo de aprender a tornará mais independente no processo de viver, mas é fundamental transformar a prática pedagógica em uma prática mediadora ao mesmo tempo consciente e competente, para que isso não se transforme em uma ação individualista. O presente trabalho tem por premissa socializar a pesquisa e o estágio desenvolvidos durante o Estágio Supervisionado no Ensino Médio. O estágio foi desenvolvido em duas turmas do 1º ano do ensino médio noturno da Escola de Educação Básica Padre Miguel Giacca, Criciúma, SC. A sequência de ensino foi desenvolvida a partir da aplicabilidade de funções exponenciais na medição do tempo de existência das coisas pela periodicidade da vida atômica e por atividade lúdica de dobradura de papel pelo meio (2x), lei de formação da função exponencial, diferenças entre os gráficos da função linear e da função exponencial e introdução a ideia de função exponencial. Foram realizadas atividades e diálogos referentes as propriedades da potência envolvendo: raízes, frações, expoentes negativos e redução a uma só potência. Durante o processo de ensino foram realizadas duas atividades avaliativas e uma atividade de recuperação. O processo didático satisfez o proposto dos livros didáticos de Manoel Paiva e Luiz Roberto Dante. Durante a observação os discentes apresentaram posturas preocupantes quanto ao processo de aprender e viver, tais como: a falta de foco, desídia, hiperatividade, uso excessivo do celular em sala de aula, a transversalidade dos temas fundamentados em achismos e a ausência de referenciais éticos e moralmente corretos pela docência e gestores. Diante das constatações foi gerada uma introspecta frustração que impulsionou um sentimento altruístico e desejoso de mudanças nas posturas e pensamentos, das pessoas e do ambiente escolar. Conforme Cortella (2015), não é a família que ajuda a escola na educação dos filhos, e sim o contrário; reflexiono que o professor de matemática leciona uma matéria exata num ambiente humano, logo além de trazer entendimento matemático aos assuntos do plano de ensino deverá atentar para o mundo humano e estudantil que o cerca, proporcionando libertação em suas ações pedagógicas ao invés de aprisionamento cognitivo, emocional e psicológico.

Palavras-chave: Equação, exponencial, reflexões, docência, discência.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Conselho Editorial


Ademir Damazio

Edison Ugioni

Elisa Netto Zanette

Kristian Madeira

Ledina Lentz Pereira

 

Comissão de Avaliação

Ademir Damazio

Edison Ugioni

Elisa Netto Zanette

Eloir Fátima Mondardo Cardoso

Kristian Madeira

Ledina Lentz Pereira

Viviane Raupp Nunes de Araújo