Conhecimento de gestantes de uma Unidade de Saúde sobre os cuidados com o recém-nascido

Ernandes Gonçalves Dias, Ilza Reis dos Santos, Cândida Carolina Mendes Novaes, Silvaneide Xavier da Silva, Janine Cinara Silveira Alves

Resumo


Objetivo: verificar o conhecimento das gestantes usuárias da Unidade de Saúde Santo Antônio, sobre os cuidados com o recém-nascido. Métodos: Trata-se de uma pesquisa descritiva de natureza quanti-qualitativa, realizada com 17 gestantes. Os dados foram coletados entre março e abril de 2015, através de uma entrevista e foram tratados usando as técnicas de percentagem, desvio padrão (quantitativos) e saturação do discurso (qualitativos). Resultados: Identificou-se prevalência de gestantes na faixa etária entre 23 e 27 anos, casadas, primigestas no 3º trimestre e baixa escolaridade. Sobre os cuidados com o recém-nascido, 88,2%±8,1 relataram ser necessário amamentar em livre demanda, 82,4%±7,8 não considera necessário complementar a amamentação, 52,9%±3,2 acredita que o banho do bebê deve ser iniciado pela cabeça seguida pelo rosto e corpo, para 58,8%±3,8 a limpeza do coto umbilical deve ser feita somente após o banho e 52,9%±3,2 acreditam que o bebê deve ser colocado para dormir em decúbito dorsal. A maioria não sabe como e quando deve realizar a higiene oral do bebê e acreditam que a posição correta para o bebê arrotar é a vertical, apoiado sobre o ombro. Conclusão: As gestantes têm conhecimento limitado acerca dos cuidados com o recém-nascido, o que pode comprometer o desenvolvimento saudável da criança.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18616/inova.v9i1.3709

Direitos autorais 2019 Inova Saúde

 

 

ISSN 2317-2460

 

Indexação

      

Suporte e Apoio: