PRÁTICA ASSISTENCIAL DE ENFERMAGEM PARA PORTADORES DE DOENÇAS CRÔNICAS NÃO TRANSMISSÍVEIS EM UMA ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA DE CRICIÚMA – SC: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

Laís Righetto Mafra, Ioná Vieira Bez Birolo, Cristiane Damiani Tomasi, Luciane Bisognin Ceretta, Jacks Soratto, Ana Regina da Silva Losso

Resumo


As doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) configuram uma importante porção das patologias mais prevalentes e com maior índice de mortalidade no mundo atualmente. No Brasil cerca de 72% das mortes no país estão relacionadas as DCNT, especialmente as cardiovasculares, neoplasias e diabetes Mellitus. Além do elevado número de mortalidade também são responsáveis pela perda significativa da qualidade de vida dos portadores. Neste contexto, surge a necessidade de maiores ações voltadas a essa população, especialmente na atenção básica, espaço privilegiado para realização de prevenção e promoção da saúde, para isso, desenvolveu-se a prática proposta pela autora, realizada durante o estágio supervisionado da última fase do curso de enfermagem, com grupo de pacientes portadores de doenças crônicas não transmissíveis usuários de uma Estratégia de Saúde da Família de Criciúma – SC no período de abril a julho/2015.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2018 Inova Saúde

Qualis:

B4: Educação Física, Enfermagem e Interdisciplinar.  

B5: Saúde Coletiva

C: Ciências Biológicas I e Medicina I 


ISSN 2317-2460

 

Indexação

      

Suporte e Apoio: