TROCA DE SABERES SOBRE PLANTAS MEDICINAIS NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE: ASPECTOS BOTÂNICOS, AGROECOLÓGICOS, TERAPÊUTICOS E NUTRICIONAIS

Luana Pereira da Rosa, Fernanda Alexandre de Freitas, Mariana Colle, Paula Rosane Vieira Guimarães, Vanilde Citadini Zanette, Larissa de Oliveira, Silvia Dal Bó, Angela Erna Rossato

Resumo


A fitoterapia nas práticas da Saúde da Família reforça a solidariedade, o desenvolvimento e a participação comunitária nas ações de saúde. Contudo, a riqueza biológica brasileira torna-se ainda mais importante porque estão aliadas a sócio-diversidade que envolve vários povos e comunidades com visões, saberes e práticas culturais próprias. Além disso, a incorporação da Fitoterapia no âmbito dos cuidados básicos de saúde é recomendação da OMS aos países membros. O objetivo do presente trabalho é promover o uso racional da fitoterapia, bem como o empoderamento/autocuidado em relação a prática por meio da troca de saberes/conhecimentos entre a Universidade, Serviços de Saúde e Usuários de uma Unidade Básica de Saúde do Município de Criciúma, SC.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2018 Inova Saúde

Qualis:

B4: Educação Física, Enfermagem e Interdisciplinar.  

B5: Saúde Coletiva

C: Ciências Biológicas I e Medicina I 


ISSN 2317-2460

 

Indexação

      

Suporte e Apoio: