Cotidiano das famílias cuidadoras na atenção domiciliar prestada aos familiares com transtornos mentais

Marcia Maria Mont’ Alverne de Barros, Francisco Nilton Gomes de Oliveira

Resumo


Este estudo investigou o cotidiano das famílias cuidadoras na atenção domiciliar prestada aos familiares com transtornos mentais, atendidos em dispositivo de atenção psicossocial. Pesquisa de natureza qualitativa, realizada no Nordeste brasileiro, de setembro a novembro de 2012. Utilizou-se a fenomenologia hermenêutica de Ricoeur. A dependência dos familiares com transtornos mentais concernentes às atividades de autocuidado gerava necessidade de cuidados permanentes pelas famílias cuidadoras, alterando a dinâmica da rotina familiar. As famílias cuidadoras encontravam-se imersas em uma atmosfera de sobrecargas objetiva e subjetiva.

Palavras-chave: Famílias; Cuidado; Saúde Mental.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18616/rdsd.v2i2.3229

Direitos autorais 2017 Desenvolvimento Socioeconômico em Debate

Qualis:

B4: Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis, Turismo e Interdisciplinar

B5: Ciências Agrárias I, Economia e Sociologia

C: Educação

 

ISSN - 2446-5496

Organizador

Prof. Dr. Miguelangelo Gianezini
Editor Executivo

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

 Periódico Indexado em: 

                   


Cadastrado em:

   


Suporte:

     


Apoio:

Periódico contemplado na Chamada Pública CNPq/CAPES 18/2018 – Programa Editorial, Processo - 406486/2018-2