Uma interpretação do conceito de justiça em John Ralws

Bárbara Raquel de Azeredo da Silva, Jéferson Luis de Azeredo

Resumo


Neste trabalho, faz-se um quadro teórico com alguns pensadores clássicos como Rousseau e Kant, que discutem o conceito de justiça, para só então relacionar com o contratualista John Ralws, este que apresenta uma alternativa intermediária entre o liberalismo extremado e o socialismo ortodoxo, que denomina "justiça como eqüidade". Neste artigo apresenta-se a ideia de Rawls, em que o contrato social entre os indivíduos é substituído por uma situação hipotética apropriada para assegurar a todos os seus membros, que as deliberações consensuais básicas estabelecidas sejam sempre eqüitativas. Assim, o modelo de justiça se traduz em uma clara justiça distributiva dos bens que compõem uma determinada sociedade que se diz minimamente justa com seus cidadãos; Em uma sociedade verdadeiramente democrática todos os bens devem estar ao alcance de todos, independentemente de raça, cor, classe social, etc.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais

 

ISSN 2237-7395

 

Editores:

Lucas Machado

Gustavo Borges