Adoção tardia: do estigma à solidariedade

Clarice Paim Arnold

Resumo


Este artigo analisa os estigmas e conseqüentemente os problemas criados na sociedade acerca do instituto da adoção e, em particular, da adoção tardia, ou seja, aquela que envolve crianças a partir dos dois anos de idade. Visa, ainda, aguçar o senso crítico, buscando derrubar barreiras preconceituais através da conscientização para novas atitudes baseadas no respeito e dignidade para com a pessoa humana e, acima de tudo, esclarecer a comunidade para o senso de responsabilidade para com a não discriminação que envolve a problemática dessa modalidade de adoção.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais

 

ISSN 2237-7395

 

Editores:

Lucas Machado

Gustavo Borges