A EVASÃO ESCOLAR NOS CURSOS SUBSEQUENTES DE ELETROTÉCNICA E EDIFICAÇÕES DO INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA – IFSC – CAMPUS DE CRICIÚMA/SC

Elenice de Freitas Sais, Fabio Martins Vieira

Resumo


O presente artigo apresenta os resultados e reflexões obtidos a partir de uma pesquisa realizada com alunos evadidos dos cursos subsequentes de Edificações e Eletrotécnica do Instituto Federal de Santa Catarina – IFSC – campus de Criciúma/SC, desenvolvida como requisito curricular da disciplina de Estágio em Psicologia da Educação do Curso de Psicologia da UNESC – Universidade do Extremo Sul Catarinense.O trabalho realizado buscou obter uma maior compreensão acerca do fenômeno da evasão, apontado como queixa recorrente relacionada aos cursos citados, visando identificar as principais causas deste fenômeno e suprir a carência de conhecimentos específicos sobre evasão escolar no ensino técnico.Ao fim da pesquisa se pôde constatar como principais fatores atuantes no processo de evasão escolar aqueles ligados a incompatibilidade entre trabalho e estudo (falta de tempo para estudar, baixa renda de problema de transporte) que, mesmo sendo externos a instituição de ensino, podem ser trabalhados se compreendidos em sua totalidade, seja através da Educação à Distância, reforço de vínculo, políticas de assistência estudantil ou formação pedagógica.

Palavras Chave:Educação, Evasão, Ensino Técnico, IFSC. 

 


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18616/ce.v5i2.2806



Direitos autorais 2016 Criar Educação

 

 

ISSN 2317-2452

Qualis

Ensino - B1

Linguística e Literatura - B3

Ciências ambientais, Comunicação e informação, Geografia, Interdisciplinar, Saúde Coletiva e Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis, e Turismo - B4

Educação, Planejamento Urbano e Regional/Demografia - B5

Biodiversidade e História - C

Editor: ALEX SANDER DA SILVA

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.