A Educação a Partir das Vozes da Juventude Catarinense

Davi Carrer, Marli de Oliveira Costa

Resumo


Esse artigo discute o trabalho realizado pelo Instituto Catarinense da Juventude (ICJ) com uma parcela da juventude catarinense. O objetivo do estudo é relacionar o processo de escuta dos jovens, pelos pesquisadores do ICJ, no que diz respeito ao que eles pensam acerca da educação. A metodologia utilizada foi a análise documental do livro “Vozes da juventude catarinense: rodas de conversa”. Como categorias de análise foram utilizados: conceito de juventude e Roda de Conversa. Além dessas categorias, o livro Retratos da Juventude Brasileira permitiu realizar comparações sobre a pesquisa do ICJ e a pesquisa de Abramo e Branco (2005). A juventude de Santa Catarina na pesquisa do ICJ (2014) falou de suas ansiedades, desejos e sonhos diante da educação escolar e não descolou o papel da educação do mundo do trabalho. 


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18616/ce.v6i1.3026



Direitos autorais 2017 Criar Educação

 

 

ISSN 2317-2452

Editor: ALEX SANDER DA SILVA

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.