A RELEVÂNCIA DO PIBID NA FORMAÇÃO E PRÁXIS DOCENTE DOS LICENCIANDOS EM MATEMÁTICA DA UNEB/CAMPUS X

Manoel Silva Duarte, Joao Rodrigues Pinto

Resumo


O estudo é resultado de uma análise do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência/PIBID e sua relevância na formação e práxis docente dos licenciandos em Matemática da Universidade do Estado da Bahia - UNEB/Campus X. Trata-se de uma pesquisa de abordagem qualitativa, que se sustenta na descrição analítica de dados observados em contexto natural e na interpretação de significados. O estudo foi realizado no cotidiano do Colégio Estadual Professor Rômulo Galvão - CEPROG, tendo como partícipes dois coordenadores, dois supervisores e dez alunos bolsistas do Programa. A coleta da dados se deu através de um questionário semiestruturado sobre o papel, a gestão e a importância do PIBID, com ênfase na iniciação à docência e na formação continuada. Os resultados apontam para uma avaliação positiva do PIBID, ressaltando-se a contribuição do programa para a formação e práxis docente e, sobretudo, a melhoria da qualidade da educação básica no Brasil, com vistas à promoção e valorização dos cursos de licenciatura.

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRÉ, M. Políticas e programas de apoio aos professores iniciantes no Brasil. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 42, n. 145, p.112-129, 2012.

ARANTES, M. A. A prática docente e o ensino de sociologia, p. 27-46. In: LANGER, Arleni Elise Sella; RIBEIRO, Dulcyene Maria; SCHROEDER, Tânia Maria Rechia (org.). PIBID: incentivo à formação de professores. Porto Alegre: Evangraf/UNIOESTE, 2013.

ARAÚJO, A. C. Avaliação do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência da Universidade Federal do Ceará na perspectiva dos egressos. Dissertação de Mestrado apresentada ao Mestrado Profissional em Políticas Públicas e Gestão da Educação Superior (POLEDUC). Fortaleza: Universidade Federal do Ceará (UFC), 2015, 90 p.

ARAÚJO, A. C.; ANDRIOLA, W. B.; RODRIGUES, M. do S. de S.; COELHO, A. de A. Avaliação do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID): estudo de caso na Universidade Federal do Ceará (UFC). Revista Foro Educacional, Chile, n. 27, p. 33-56, 2016.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. 35. ed. Brasília: Biblioteca Digital da Câmara de Deputados, 2012.

BRASIL. Decreto nº 7.219, de 24 de junho de 2010. Dispõe sobre o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência - PIBID e dá outras providências. Brasília, DF, 2010. Disponível em: . Acesso em: 22 dez. 2018.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, DF, 1996.

BRASIL. Portaria nº 38, de 12 de dezembro de 2007. Ministério da Educação. Dispõe sobre o Programa de Bolsa Institucional de Iniciação à Docência - PIBID. Brasília, DF, 2007. Disponível em: . Acesso em: 27 dez. 2018.

CIANI, A. B.; LANGER, A. E. S.; RIBEIRO, D. M.; ANTUNES, F. C. A.; BASSOI, T. S. A experiência do PIBID na licenciatura de matemática da Unioeste - campus de Cascavel, p. 61-75. In: LANGER, A. E. S.; RIBEIRO, D. M.; SCHROEDER, T. M. R. (org.). PIBID: incentivo à formação de professores. Porto Alegre: Evangraf/UNIOESTE, 2013.

DARROZ, L M.; WANNMACHER, C. M. D. Aprendizagem docente no âmbito do PIBID/física: a visão dos bolsistas de iniciação à docência. Revista Ensaio: Pesquisa em Educação em Ciências, v. 17, p. 727-748, 2015. Disponível em:. Acesso em: 24 dez. 2018.

FETZNER, A. R.; SOUZA, M. E. V. Concepções de conhecimento escolar: potencialidades do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 38, n. 3, p. 683-694, 2012.

GOMES, Lisiane Santos. A importância do Pibid na formação e prática docente dos licenciandos em matemática da Uesb campus de Vitória da Conquista. Monografia de Graduação em Matemática da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia. Vitória da Conquista: Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), 2015, 41 p.

LANGER, A. E. S.; RIBEIRO, D. M.; SCHROEDER, T. M. R.(org.). PIBID: incentivo à formação de professores. Porto Alegre: Evangraf/UNIOESTE, 2013.

MARTINS, Joel. Metodologia da pesquisa educacional. São Paulo: Cortez, 2001.

NASCIMENTO, Maria Anezilany Gomes do. Impactos do Programa PIBID na Formação de Professores e na Educação Geográfica, no Brasil. 2016. Disponível em: . Acesso em: 12 nov. 2018.

SILVEIRA, J. A.P. da. Ensaio: confissões de um observador sem método das impressões em segunda mão das escolas de ensino médio do Paraná, p. 97-107. In: LANGER, A. E. S.; RIBEIRO, D. M.; SCHROEDER, T. M. R. (org.). PIBID: incentivo à formação de professores. Porto Alegre: Evangraf/UNIOESTE, 2013.

TELLES, J. A. “É pesquisa, é? Ah, não quero, não, bem!” Sobre pesquisa acadêmica e sua relação com a prática do professor. Linguagem & Ensino, Vol. 5, N. 2, 2002 (91-116).

VEIGA, I. P. A. Docência como Atividade Profissional. p. 13-22. In: VEIGA, I. P. A; D‟ÁVILA, C. (Orgs.). Profissão docente: novos sentidos, novas perspectivas. 2. ed. Campinas: Papirus, 2012, 176p.




DOI: http://dx.doi.org/10.18616/ce.v8i2.5298



Direitos autorais 2019 Criar Educação

 

 

ISSN 2317-2452

Qualis

Ensino - B1

Linguística e Literatura - B3

Ciências ambientais, Comunicação e informação, Geografia, Interdisciplinar, Saúde Coletiva e Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis, e Turismo - B4

Educação, Planejamento Urbano e Regional/Demografia - B5

Biodiversidade e História - C

Editor: ALEX SANDER DA SILVA

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.