PARA UMA CRÍTICA DA MEDICALIZAÇÃO NA EDUCAÇÃO

Jucélia Maciel do Amaral

Resumo


Resumo: A partir da leitura realizada sobre a obra: Para uma crítica da medicalização na educação, da autora: Marisa Eugênia Melillo Meira percebe-se o quão grave é o diagnóstico breve e superficial relacionado a problemas normais do cotidiano de crianças frequentes na escola e por consequência a inserção crescente de medicamentos prescritos para as mesmas constando em seus receituários transtornos, sendo dois deles destacados: O Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade – TDAH e O Transtorno Desafiante de Oposição – TOD. Analisaremos tais transtornos sobre pressupostos da Psicologia Histórico-Cultural.

Palavras chave: Medicalização; tratamento; transtornos; TDAH; TOD.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Seminário de Filosofia e Sociedade

Coordenadores:

Alex Sander da Silva

Jéferson Luis de Azeredo


ISSN: 2527-1415