O PÓS-MODERNISMO EM UM COPO DE CÓLERA

Diego Rodrigo Ferraz

Resumo


Resumo: O trabalho objetiva uma análise ensaística da novela “Um copo de cólera” (1978), de Raduan Nassar, com vistas à procura de elementos que se enquadram no que se tem denominado pós-modernismo. Para isso, a análise é feita considerando três questões centrais: a questão da identidade na pós-modernidade (HALL, 2005), o conceito de eterno presente (JAMESON, 2006) e a queda das metanarrativas (HUTCHEON, 1991; LYOTARD, 1986). Assim, observa-se tanto o que há de referência latente do pós-modernismo na novela, quanto representações que, de algum modo, podem ser usadas como analogia a questões caras ao pós-modernismo.

Palavras-chave: Pós-modernismo; Um copo de cólera; Metanarrativa.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Seminário de Filosofia e Sociedade

Coordenadores:

Alex Sander da Silva

Jéferson Luis de Azeredo


ISSN: 2527-1415