O FENÔMENO DA VIOLÊNCIA CONTRA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA NOS MUNICÍPIOS QUE COMPÕEM A AMREC

Joseane Nazario, Cláudia da Rosa

Resumo


Resumo: Presenciamos um século de transformações, porém observamos, ainda, um cenário de violência. O objetivo desta pesquisa é identificar a incidência das violências notificadas pelo SINAN contra pessoas com deficiência nos doze municípios que compõem a AMREC. A pesquisa é de caráter quantitativo e descritivo. Foi realizada um levantamento no banco de dados do sistema SINAN1 expedida pela 12°Regional de Saúde do município de Criciúma do ano 2007 até 2015. Nos resultados, Criciúma se destacou com 645 casos registrados e o de menor ocorrência foi Lauro Miller com 6 casos. Nos 596 casos, a violência ocorreu na residência e a idade mais atingida, é de 0 a 4 anos. O agressor é do sexo feminino e as vítimas possuem transtornos mentais e comportamentais. Estima-se que a maioria das ocorrências não são registrados, visto que a população negligencia os fatos e os profissionais que não notificam. Percebe-se a necessidade de maior proximidade entre profissionais e comunidade no contexto da prevenção da violência.

Palavras-chave: Violência; Deficiência; Prevenção; Denúncia


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Seminário de Filosofia e Sociedade

Coordenadores:

Alex Sander da Silva

Jéferson Luis de Azeredo


ISSN: 2527-1415