ANÁLISE DA TRADUÇÃO EM EXERCÍCIOS DE UM LIVRO DIDÁTICO DE LÍNGUA INGLESA PARA O ENSINO FUNDAMENTAL

Gabriel Marchetto

Resumo


O presente artigo objetiva a análise dos exercícios de tradução presentes no livro didático Keep in Mind, utilizado por diversas escolas públicas no Brasil nos anos de 2011 a 2015. Para este trabalho será feita a análise e exemplificação de alguns exercícios presentes no livro didático Keep in mind. Além disso, será abordado o percurso da tradução ao longo da história dos métodos de ensino de língua estrangeira e de que forma a tradução ainda permeia o ensino de língua inglesa na contemporaneidade. A nova concepção de língua (gem), concebida, por exemplo, pelo Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas Estrangeiras aponta para uma nova visão em relação à tradução, caracterizando-a como parte do processo de mediação entre interlocutores que não compartilham um mesmo idioma. Devido à importância da tradução no ensino de Línguas Estrangeiras, é importante analisá-la perante os livros didáticos de Língua Inglesa e investigar a concepção que trazem desse aspecto do ensino aprendizagem, no sentido de analisar se é tratada como método ou como uma atividade comunicativa, conforme sugerido pelo Quadro Europeu. Esta pesquisa se caracteriza como qualitativa, de cunho documental, uma vez que consiste na análise de documentos, os quais podem ser, por exemplo, livros, que ainda não passaram por uma análise científica prévia. Constatou-se, entre outras questões, que a coletânea de livros didáticos Keep in Mind possivelmente já foi previamente analisada, considerando que foi aprovada pelo Plano Nacional do Livro Didático, porém nessa análise não foi realizada um tratamento analítico teórico metodológico específico, com relação à questão da tradução.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, C. D. ET AL. Pesquisa documental: pistas teóricas e metodológicas. Revista Brasileira de História & Ciências Sociais, n. 1, 2009.

ATKINSON, D. The mother tongue in the classroom: a neglected resource? ELT Journal, vol. 41/4, 1987.

ATKINSON, D. Teaching Monolingual Classes. Essex: Longman Group UK Limited, 1993.

BRASIL, MEC-SEB. Guia de livros didáticos: PNLD 2011- Língua Estrangeira. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2010.

COSTA, D. N. A tradução como um sistema complexo adaptativo: apresentando a teoria. Anais do 10º Congresso Brasileiro de Linguística Aplicada, v.2, n.1, 2013.

COSTA, W. C. Tradução e ensino de línguas. In BOHN H. Inácio, Vandresen, P. Tópicos de Linguística Aplicada ao ensino de línguas estrangeiras. Florianópolis: Editora da UFSC, 1988.

CRISTOVÃO, V. L. L. Sequências didáticas para o ensino de línguas. In: ____; DIAS, R. (Org.). O livro didático de língua estrangeira: múltiplas perspectivas. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2009. p. 305-344.

DIAS, R. Critérios para a avaliação do livro didático (LD) de língua estrangeira (LE). In: CRISTOVÃO, V. L. L.; DIAS, R. (Org.). O livro didático de língua estrangeira: múltiplas perspectivas. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2009. p. 199-234.

Editora Scipione. 2011. Lista de Autores. Disponível em: http://galeriadigital.scipioneatica.com.br/galeriadigital/?opc=71&set=0&art=464. Acesso em 20 dez. 2019.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 5 ed. São Paulo: Atlas, 2010.

KELLER, M. C. O uso da tradução no ensino de línguas estrangeiras. Anais do II Seminário de Leitura e Produção Textual, v.2, n.2, 2012.

LEFFA, Vilson J. Metodologia do ensino de línguas. In BOHN, H. I. ; VANDRESEN, P. Tópicos em linguística aplicada: O ensino de línguas estrangeiras. Florianópolis: Ed. Da UFSC, 1988. p. 211-236.

LUCINDO, E. S. Tradução e ensino de línguas estrangeiras. Revista Scientia Traductionis, n.3, 2006.

PAIVA, V. L. M. O. História do Material Didático. In CRISTOVAO, V. L. L.; DIAS, R. O

livro didático de língua estrangeira: múltiplas perspectivas. Campinas: Mercado de letras,

, p. 17-57.

ROMANELLI, S. O uso da tradução no ensino-aprendizagem das línguas estrangeiras. Revista Horizontes de Linguística Aplicada, v.8, n.2, 2009.

RAMOS, R. C. G. O livro didático de Língua Inglesa para o ensino fundamental e médio: papéis, avaliação e potencialidades. In CRISTOVAO, V. L. L.; DIAS, R. O livro didático de língua estrangeira: múltiplas perspectivas. Campinas: Mercado de letras, 2009, p. 173-198.

ROCHA, N. F. F. Tradução literal e aprendizagem de línguas estrangeiras: uma

estratégia para memorização. Revista In-Traduções. v.3, n.5, 2011.

ROMANELLI, S. Traduzir ou não traduzir em sala de aula? Eis a questão. Revista Inventário. n.5, 2006.

TOMLINSON, B. Materials Development. In CARTER, D. NUNAN, D. Teaching English

to Speakers of other Languages. Cambridge: Cambridge University Press, 2001.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Revista Linguagem, Ensino e Educação - Lendu

 


 ISSN 2526-7671