A indisciplina na formação inicial de professores/as

Fernanda Martins Batista, Gislene Camargo

Resumo


O problema dessa pesquisa teve origem nas experiências vivenciadas no estágio não obrigatório, baseado nas dificuldades expressas pelos/as professores/as: Como o curso de pedagogia pode contribuir com os futuros/as professores/as a lidar com a indisciplina na escola? Desse modo foram elencados os objetivos: perceber o que é considerado indisciplina junto aos professores/as; relacionar a indisciplina às práticas pedagógicas; identificar as dificuldades dos/as professores/as recém-formados ao lidar com a indisciplina dos/as alunos/as. A pesquisa teve cunho qualitativo e ocorreu de forma bibliográfica, fundamentada por autores que discutem a Pedagogia e a indisciplina, e realizando um questionário no qual participaram sete docentes formadas em Pedagogia e que atuam nos anos iniciais do Ensino Fundamental. A partir da análise das pesquisadas e dos autores que referenciam teoricamente este trabalho, foi possível atingir os objetivos e concluir que as professoras pesquisadas atribuem a indisciplina à família, desconsiderando a organização escolar enquanto propulsora. As professoras demonstraram que no início da atuação foi mais difícil lidar com a indisciplina e que necessitam durante a formação de mais conhecimentos a esse respeito. As professoras sugeriram que durante a formação acadêmica, o curso de Pedagogia poderia contribuir mais, promovendo debates e pesquisas sobre o tema, apresentando os diferentes tipos de famílias que existem na sociedade e proporcionando a aproximação das mesmas as escolas. E sugeriram também aumentar a carga horária dos estágios obrigatórios, como forma de possibilitar aos/as acadêmicos/as uma maior experiência da realidade nas escolas e de relacionar melhor a teoria e a prática.

PALAVRAS CHAVE: Indisciplina. Professores. Formação. Pedagogia.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18616/rsp.v1i1.3187

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Saberes Pedagógicos

 

 

ISSN 2526-4559


Editor-chefe

Dr. Ricardo Luiz de Bittencourt

Corpo Editorial Científico

Dra. Andréia Morés, Universidade de Caxias do Sul, Brasil

Dr. Carlos Augusto Elsébio, Universidade Federal do Paraná, Brasil

Dr. Christian Muleka Mwewa – Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, Brasil

Dr. Gildo Volpato, Universidade do Extremo Sul Catarinense, Brasil

Dra. Maria Antônia Ramos de Azevedo, Universidade Estadual Paulista, Brasil

Dra. Maria Isabel da Cunha, Universidade Federal de Pelotas, Brasil

Dra. Marta Regina Furlan de Oliveira, Universidade Estadual de Londrina, Brasil 

Dra. Mariana Saez, Universidade Nacional La Plata, Argentina

Dra. Maria Veronica Leiva Guerrero, Pontificia Universidad Católica de Valparaíso, Chile

Dra. Patrícia Jantsch Fiuza – Universidade Federal de Santa Catarina, Brasil