LITERATURA INFANTIL NA ESCOLA: CAMINHO PARA A DIVERSIDADE?

Juliana Fogaça Pirola, Eloisa da Rosa Oliveira

Resumo


Investigar o potencial dos livros infantis contemporâneos– Menina bonita do laço de fita, de Ana Maria Machado e Bom dia todas as cores de Ruth Rocha – para utilização em abordagem e problematização do tema diversidade foi o objeto geral de estudo desta pesquisa que se orientou pelos seguintes objetivos específicos: refletir sobre a importância da escola nos debates sobre diversidade com foco na formação de uma sociedade menos segregadora; investigar sobre as possibilidades do trabalho com a literatura na formação da criança preparada para o mundo da diversidade; refletir sobre a forma que a temática diversidade aparece nas obras selecionadas. Tal estudo trata-se de pesquisa descritiva, que assume a condição de levantamento de dados junto às duas obras infantis selecionadas. Compõem o corpus da pesquisa as obras literárias infantis contemporâneas supracitadas. A pesquisa foi alicerçada em procedimentos de análise, conjugando abordagem bibliográfica e descritiva na condição de levantamento. Ao analisar os livros, verificou-se que ambos possuem potencial pedagógico para levantar problematização e debate sobre a temática diversidade e ratificou-se a relevância da mediação e participação da escola nesse processo.

Palavras-chave: Diversidade. Escola. Literatura Infantil. Pedagogia.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18616/rsp.v2i0.3394

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Saberes Pedagógicos

 

 

ISSN 2526-4559


Editor-chefe

Dr. Ricardo Luiz de Bittencourt

Corpo Editorial Científico

Dra. Andréia Morés, Universidade de Caxias do Sul, Brasil

Dr. Carlos Augusto Elsébio, Universidade Federal do Paraná, Brasil

Dr. Christian Muleka Mwewa – Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, Brasil

Dr. Gildo Volpato, Universidade do Extremo Sul Catarinense, Brasil

Dra. Maria Antônia Ramos de Azevedo, Universidade Estadual Paulista, Brasil

Dra. Maria Isabel da Cunha, Universidade Federal de Pelotas, Brasil

Dra. Marta Regina Furlan de Oliveira, Universidade Estadual de Londrina, Brasil 

Dra. Mariana Saez, Universidade Nacional La Plata, Argentina

Dra. Maria Veronica Leiva Guerrero, Pontificia Universidad Católica de Valparaíso, Chile

Dra. Patrícia Jantsch Fiuza – Universidade Federal de Santa Catarina, Brasil