A formação leitora de alunos em situação de vulnerabilidade social

Andreza de Araujo Pereira dos Santos, Samira Casagrande

Resumo


A leitura é uma prática social que requer dos sujeitos conhecimentos para que saibam fazer uso de diferentes textos presentes na sociedade, uso este que possibilita crescimento na habilidade da produção de leitura, o que contribui aos diferentes aspectos de vida de quem lê. Sendo assim, este trabalho de pesquisa tem como objetivo geral investigar como a prática de leitura está presente no processo de formação leitora de alunos repetentes do 5º ano do ensino fundamental que vivem em situação de vulnerabilidade social. A partir do objetivo geral, foram elaborados os objetivos específicos que visam: identificar se os alunos gostam de ler; reconhecer as formas de escolha de leitura realizadas pelos alunos; verificar qual importância que o processo de leitura possui para os alunos e refletir sobre como são realizadas as atividades de leitura em sala de aula. A metodologia utilizada estrutura-se numa pesquisa de campo, que teve como instrumento para coleta de dados a entrevista semiestruturada aplicada a dez alunos com idade entre 10 e 12 anos. É caracterizada como uma pesquisa de abordagem qualitativa e do tipo exploratória. Com a finalização do trabalho, conclui-se que a leitura é uma atividade que está presente no processo de formação leitora dos entrevistados, porém, de uma forma ainda limitada, devido às circunstâncias de vida em que se encontram os alunos e que causam influências ao acesso à leitura e ao progresso na formação da habilidade do ato de ler.
PALAVRAS-CHAVE: Leitura. Formação leitora. Condição leitora


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18616/rsp.v2i1.3713

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Saberes Pedagógicos

 

 

ISSN 2526-4559


Editor-chefe

Dr. Ricardo Luiz de Bittencourt

Corpo Editorial Científico

Dra. Andréia Morés, Universidade de Caxias do Sul, Brasil

Dr. Carlos Augusto Elsébio, Universidade Federal do Paraná, Brasil

Dr. Christian Muleka Mwewa – Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, Brasil

Dr. Gildo Volpato, Universidade do Extremo Sul Catarinense, Brasil

Dra. Maria Antônia Ramos de Azevedo, Universidade Estadual Paulista, Brasil

Dra. Maria Isabel da Cunha, Universidade Federal de Pelotas, Brasil

Dra. Marta Regina Furlan de Oliveira, Universidade Estadual de Londrina, Brasil 

Dra. Mariana Saez, Universidade Nacional La Plata, Argentina

Dra. Maria Veronica Leiva Guerrero, Pontificia Universidad Católica de Valparaíso, Chile

Dra. Patrícia Jantsch Fiuza – Universidade Federal de Santa Catarina, Brasil