ESCOLA E TECNOLOGIAS: ANÁLISE DAS PRÁTICAS EDUCATIVAS DOS PROFESSORES NOS ANOS INICIAIS DA REDE PÚBLICA DE MARACAJÁ-SC

Bruna da Silva, Graziela Fátima Giacomazzo

Resumo


Este trabalho buscou analisar e discutir as práticas desenvolvidas pelos professores que utilizam Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), nos anos iniciais do Município de Maracajá- SC. Esse foi o objetivo geral da pesquisa que teve como objetivos específicos: identificar os recursos tecnológicos utilizados pelos professores nas suas práticas em sala de aula; compreender qual a importância da tecnologia no processo de ensino aprendizagem na percepção dos professores; verificar quais as dificuldades encontradas pelos professores na utilização das tecnologias nas práticas pedagógicas; verificar se os professores estão preparados para fazer uso das TIC em suas práticas. Caracteriza-se como pesquisa qualitativa, sendo que a análise dos dados, a partir do referencial teórico, contemplou autores que discutem educação e tecnologias. A pesquisa por meio de um questionário foi realizada com 08 (oito) professores dos anos iniciais da rede pública de Maracajá. Os dados coletados foram organizados em quatro tópicos e analisados a partir do referencial teórico. Os resultados obtidos revelaram que os professores dos anos iniciais da rede pública municipal de Maracajá reconhecem e vivenciam a importância das TIC em suas práticas educativas. Entretanto, também ficou evidente que lidam com os desafios, desde a escassez de recursos tecnológicos até a falta de formação dos professores na área da tecnologia.

 

PALAVRAS CHAVE: Tecnologias. Escola. Práticas Educativas. Professores.   


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18616/rsp.v2i2.4248

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Revista Saberes Pedagógicos

 

 

ISSN 2526-4559


Editor-chefe

Dr. Ricardo Luiz de Bittencourt

Corpo Editorial Científico

Dra. Andréia Morés, Universidade de Caxias do Sul, Brasil

Dr. Carlos Augusto Elsébio, Universidade Federal do Paraná, Brasil

Dr. Christian Muleka Mwewa – Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, Brasil

Dr. Gildo Volpato, Universidade do Extremo Sul Catarinense, Brasil

Dra. Maria Antônia Ramos de Azevedo, Universidade Estadual Paulista, Brasil

Dra. Maria Isabel da Cunha, Universidade Federal de Pelotas, Brasil

Dra. Marta Regina Furlan de Oliveira, Universidade Estadual de Londrina, Brasil 

Dra. Mariana Saez, Universidade Nacional La Plata, Argentina

Dra. Maria Veronica Leiva Guerrero, Pontificia Universidad Católica de Valparaíso, Chile

Dra. Patrícia Jantsch Fiuza – Universidade Federal de Santa Catarina, Brasil