O ENSINO DE MATEMÁTICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL NA PERSPECTIVA DA TEORIA HISTÓRICO-CULTURAL

Gesraeli de Souza Machado, Eloir Fátima Mondardo Cardoso, Daiane de Freitas

Resumo


A escolha do tema deste trabalho é decorrente das reflexões sobre o ensino de Matemática na proposição davidoviana, na disciplina Processos Pedagógicos de Matemática. O primeiro contato com este ensino causou resistência por parte das acadêmicas. Tal fato levou a refletir sobre o desenvolvimento da proposição davidoviana desde a Educação Infantil. A pesquisa se define como qualitativa, direcionada pelo problema: quais elaborações conceituais da grandeza comprimento os estudantes da Educação Infantil manifestam quando o ensino é organizado com base em uma situação desencadeadora de aprendizagem? A partir do problema, definem-se os objetivos: analisar as elaborações conceituais da grandeza comprimento pelos estudantes da Educação Infantil e reconhecer o que caracteriza as elaborações dos estudantes pesquisados. Para tanto, procede-se o estudo das grandezas conforme a proposição davidoviana, segundo interpretação de Rosa (2012) e da Atividade Orientadora de Ensino de Moura (1996). O conteúdo para análise foi obtido a partir do desenvolvimento da situação desencadeadora “O presente de Cristal” em uma turma da Educaçao Infantil com crianças de 4 a 5 anos em uma Escola da Rede Municipal de Criciúma - SC. Davydov (1982) propõe o ensino de modo a promover o desenvolvimento do pensamento teórico e, para isso, se deve colocar a criança em constante ação investigativa desde a primeira infância. Na análise da situação desencadeadora de aprendizagem, as crianças manifestaram compreensão da linguagem matemática relativa à identificação dos comprimentos das caixas. Além disso, as manifestações das crianças, em momento algum, foram de resistência como ocorreu com a turma do Curso de Pedagogia.

PALAVRAS-CHAVE: Proposição Davidoviana. Situação desencadeadora de aprendizagem. Grandeza comprimento. Educação Infantil.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18616/rsp.v3i1.4564

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Revista Saberes Pedagógicos

 

 

ISSN 2526-4559


Editor-chefe

Dr. Ricardo Luiz de Bittencourt

Corpo Editorial Científico

Dra. Andréia Morés, Universidade de Caxias do Sul, Brasil

Dr. Carlos Augusto Elsébio, Universidade Federal do Paraná, Brasil

Dr. Christian Muleka Mwewa – Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, Brasil

Dr. Gildo Volpato, Universidade do Extremo Sul Catarinense, Brasil

Dra. Maria Antônia Ramos de Azevedo, Universidade Estadual Paulista, Brasil

Dra. Maria Isabel da Cunha, Universidade Federal de Pelotas, Brasil

Dra. Marta Regina Furlan de Oliveira, Universidade Estadual de Londrina, Brasil 

Dra. Mariana Saez, Universidade Nacional La Plata, Argentina

Dra. Maria Veronica Leiva Guerrero, Pontificia Universidad Católica de Valparaíso, Chile

Dra. Patrícia Jantsch Fiuza – Universidade Federal de Santa Catarina, Brasil