A EJA EM UMA PENITENCIÁRIA DA REGIÃO SUL DE SANTA CATARINA: REFLEXÃO ACERCA DA AÇÃO PEDAGÓGICA DO PROFESSOR

Ledir Marques Cardoso Coelho, Mirozete Iolanda Volpato Hanoff

Resumo


O objetivo desse artigo é apresentar uma reflexão acerca da realidade do ensino da EJA em um sistema penitenciário da região sul de Santa Catarina, com a finalidade de conhecer o perfil do educador que atua em sistema prisional e o que a EJA requer da prática docente em ambiente de privação de liberdade. O embasamento teórico foi fundamentado nas ideias de Foucault (2009), Gadotti (2014), Freire (2011), Onofre (2007), entre outros. A presente pesquisa apresenta característica descritiva, com abordagem qualitativa. Para a coleta de dados utilizou-se a entrevista semiestruturada com cinco professores que atuam na penitenciária Sul de Santa Catarina. Dessa forma, foi possível tecer reflexões sobre o papel da Educação de jovens e adultos dentro de uma sala de aula em espaço de privação de liberdade. Os objetivos propostos nessa pesquisa foram alcançados, com base na pesquisa bibliográfica e nas entrevistas realizadas com os professores.

PALAVRAS CHAVE: Educação de Jovens e Adultos. Práticas pedagógicas. Sistema Prisional. Ressocialização.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18616/rsp.v3i1.4571

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Revista Saberes Pedagógicos

 

 

ISSN 2526-4559


Editor-chefe

Dr. Ricardo Luiz de Bittencourt

Corpo Editorial Científico

Dra. Andréia Morés, Universidade de Caxias do Sul, Brasil

Dr. Carlos Augusto Elsébio, Universidade Federal do Paraná, Brasil

Dr. Christian Muleka Mwewa – Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, Brasil

Dr. Gildo Volpato, Universidade do Extremo Sul Catarinense, Brasil

Dra. Maria Antônia Ramos de Azevedo, Universidade Estadual Paulista, Brasil

Dra. Maria Isabel da Cunha, Universidade Federal de Pelotas, Brasil

Dra. Marta Regina Furlan de Oliveira, Universidade Estadual de Londrina, Brasil 

Dra. Mariana Saez, Universidade Nacional La Plata, Argentina

Dra. Maria Veronica Leiva Guerrero, Pontificia Universidad Católica de Valparaíso, Chile

Dra. Patrícia Jantsch Fiuza – Universidade Federal de Santa Catarina, Brasil