O ACOMPANHAMENTO PEDAGÓGICO DO PROFESSOR NAS DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM

Aline Camilo Luiz, Cibele da Silva Lucion

Resumo


O presente artigo tem como objetivo discorrer sobre como o professor/pedagogo acompanha os alunos que apresentam dificuldade de aprendizagem em sala de aula e suas implicações no contexto escolar. A escola é o local onde as dificuldades são acentuadas e facilmente identificadas, pois é nesse ambiente que a criança tem contato com os objetos do conhecimento (leitura, escrita, cálculos e raciocínio lógico matemático), além de ser o lugar onde a criança fortalece vínculos. Para dar conta desta finalidade, foi necessário um estudo teórico sobre o conceito das dificuldades de aprendizagem e suas causas, o papel do professor e as metodologias utilizadas por eles. Nesse sentido, o referencial teórico foi fundamentado com base em autores (as); como Vigotsky (1999), Saravali (2003), Fontana e Cruz (1997), Smith e Strick (2001) entre outros. Realizou-se juntamente uma pesquisa de campo qualitativa, tendo como instrumento de pesquisa a entrevista semiestruturada. A pesquisa foi realizada com seis professoras do 1º ano ao 5º ano do Ensino Fundamental. Logo após, foi realizada a análise dos dados coletados, que permitiu conhecer melhor quais as concepções das professoras a respeito das dificuldades de aprendizagem. Constatou-se que elas pouco conhecem sobre o assunto, pois em suas falas observou-se que a grande maioria associou as dificuldades de aprendizagens, unicamente, a fatores ligados ao mal comportamento da criança ou à falta do acompanhamento da família.

PALAVRAS CHAVE: Dificuldade de aprendizagem. Papel do professor. Metodologia de ensino.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18616/rsp.v3i2.5122

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2019 Revista Saberes Pedagógicos

 

 

ISSN 2526-4559


Editor-chefe

Dr. Ricardo Luiz de Bittencourt

Corpo Editorial Científico

Dra. Andréia Morés, Universidade de Caxias do Sul, Brasil

Dr. Carlos Augusto Elsébio, Universidade Federal do Paraná, Brasil

Dr. Christian Muleka Mwewa – Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, Brasil

Dr. Gildo Volpato, Universidade do Extremo Sul Catarinense, Brasil

Dra. Maria Antônia Ramos de Azevedo, Universidade Estadual Paulista, Brasil

Dra. Maria Isabel da Cunha, Universidade Federal de Pelotas, Brasil

Dra. Marta Regina Furlan de Oliveira, Universidade Estadual de Londrina, Brasil 

Dra. Mariana Saez, Universidade Nacional La Plata, Argentina

Dra. Maria Veronica Leiva Guerrero, Pontificia Universidad Católica de Valparaíso, Chile

Dra. Patrícia Jantsch Fiuza – Universidade Federal de Santa Catarina, Brasil