A formação da Agricultura Familiar nos assentamentos rurais de Ituiutaba – MG e a ação extensionista da Universidade Federal de Uberlândia em parceria com a FAPEMIG.

Sérgio Gonçalves

Resumo


Desde a década de 1990, os movimentos de luta pela terra tem lutado pela conquista de assentamentos para seus integrantes na região do Triangulo Mineiro, em Minas Gerais. Os assentamentos rurais de Ituiutaba são resultados desse processo, significando não só a territorialização da luta, mas também a reconstrução da agricultura familiar nos projetos de assentamento. Participando desta realidade, a Universidade Federal de Uberlândia, no campus de Ituiutaba, com apoio da FAPEMIG (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais), desenvolveu o projeto Extensão Universitária e Pesquisa Participante na estruturação do processo de desenvolvimento rural sustentável dos assentamentos rurais de Ituiutaba/MG. Neste sentido, o presente trabalho contempla o entendimento relativo à pesquisa e a extensão universitária em áreas de Reforma Agrária, o desenvolvimento de ações de pesquisa participante por via de Diagnóstico Rápido Participativo, ações de imersão na realidade, confronto de ideias, participação social e formação coletiva visando o desenvolvimento rural sustentável por meio da relação Universidade/Comunidade assentada, através de interação entre representantes da Universidade e comunidades assentadas, e o desenvolvimento de diferentes atividades (cursos, palestras, oficinas, debates), visando o desenvolvimento rural.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18616/re.v3i1.4134

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista de Extensão

 

ISSN -  2448-4245

Qualis

Antropologia/Arqueologia - B4

Interdisciplinar - B5

Saúde Coletiva - C

 

Editores:


Prof. Dr. Juliano Bitencourt Campos

Prof. Dr. Reginaldo de Souza Vieira

Profa. Dra. Luciane Bisognin Ceretta

Profa. Me. Gisele Silveira Coelho Lopes