A INDICAÇÃO DE PROCEDÊNCIA COMO FATOR DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO NA PRODUÇÃO DE UVA GOETHE, NA CIDADE DE URUSSANGA/SC

Michele Domingos Schneider, Julio César Zilli, Adriana Carvalho Pinto Vieira

Resumo


O início da vitivinicultura na região de Urussanga é atreladoà chegada da imigração italiana por volta de 1877, onde aos poucos as famílias italianas foram plantando os ramos de uvas trazidos da Itália e iniciando o processo de produção do vinho. Porém, algumas variedades de uva não se adaptaram às condições da região, a uva Goethe, trazida posteriormente é a espécie que melhor se adapta. Aos poucos o cultivo desta uva se expande pela região, caracterizando o vinho a partir dela típico e único. Ao longo da história da cidade de Urussanga, o cultivo da uva e a produção do vinho vão se alternando em momentos de grande produção e momentos de produção quase inexistente. O resgate do cultivo da espécie se dá por volta de 1970 e, aos poucos, o mercado percebe que o vinho originado da uva Goethe apresenta características diferenciadas. Este fator impulsiona o movimento, em 2005, de criação daAssociação dos Produtores de Uva e Vinho Goethe (ProGoethe) e por meio deste juntar esforços para o reconhecimento de uma Indicação de Procedência “Vales da Uva Goethe”, fato este que ocorre em 2012.Dessa forma, o presente trabalho apresenta como objetivo, verificar quais as contribuições para o desenvolvimento socioeconômico resultantes da implantação da IPVUG para os produtores de uva Goethe. Nesse sentido, adotou-se como metodologia de pesquisa descritiva, documental com abordagem qualitativa. Utilizando-se de fontes secundárias extraídas do IBGE, do censo agropecuário dos anos de 2004 a 2014, da cidade de Urussanga/SC. Os dados coletados foram tabulados para análises e foi identificado que houve um pequeno crescimento da área plantada de uvas no período de 2004 (era de 65 hectares), passando para 74 hectares em 2014.Já a produção de uvas em 2004 era de 780 toneladas, passando para 832 toneladas em 2014. E valor da produção em 2004 chegou a R$ 468.000,00, evoluindo para R$ 1.664.000,00 em 2014. Analisando os impactos da IPVUG,pós-concessão do registro pelo INPI,percebe-se que a área plantada não evolui muito, bem como a produção resultante. Entretanto, deve ser destacado que o valor pago pela uva percebe-se que é notória a agregação de valor ao produto, principalmente a partir de 2012, ano do reconhecimento da IPVUG. Neste sentido, novos estudos devem ser delineados, ampliando para as contribuições técnicas aos produtores de uva e estender as análises para a produção e comercialização do vinho Goethe.

Palavras-chaves: Indicação de Procedência; Uva Goethe; Desenvolvimento Socioeconômico.


Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2016 Seminário de Ciências Sociais Aplicadas

ISSN 2236-1944