JOVENS DO CAMPO: ESTUDO SOBRE AGRICULTORES FAMILIARES E JOVENS DAS COMUNIDADES RURAIS NO MUNICÍPIO DE BOM JARDIM DA SERRA – SC, BRASIL

Clayton Nunes da Silva

Resumo


Este estudo tem como base o Projeto apresentado ao Programa de Pós Graduação em Ciências Ambientais (PPGCA) da Universidade do Extremo Sul Catarinense (UNESC) em 2009. Esta pesquisa refere-se às atividades realizadas com jovens do campo e agricultores familiares da região Serrana de Santa Catarina. O objetivo é dar visibilidade aos agricultores familiares e jovens que vivem nas comunidades rurais, que ainda são poucos estudados na academia e esquecidos em termos de políticas públicas. Entretanto, quando se trata da perspectiva da sustentabilidade, do ecodenvenvolvimento, do desenvolvimento sustentável, bem como à Psicologia Ambiental são temas pouco estudados no meio rural. Os objetivos específicos é compreender as perspectivas de futuro para os jovens do campo, com base nos seus projetos de vida a partir da visão de Sustentabilidade e da Psicologia Ambiental; Analisar a agricultura familiar na perspectiva da Sustentabilidade; Estudar de que forma esses jovens têm se apropriado de seus espaços e construído suas identidades de lugar. Metodologia: Trata-se de uma pesquisa de campo, de natureza exploratória qualitativa, tendo como método o estudo de caso. A área de ação comparativa é a Região Serrana (18 municípios), que se destaca com sua riqueza em biodiversidade vegetal e animal (estudos recentes observaram aves raras na região), conservando locais com matas virgens (predomínio araucária) e rios de águas cristalinas (5 grandes bacias hidrografias). Entretanto, apesar da grande diversidade a região possui grandes contrastes na distribuição da renda, principalmente no meio rural. Principais resultados: Em parceria com o Sindicato dos Trabalhadores Rurais na Agricultura Familiar-SINTRAF, inicialmente foi elaborado o projeto intitulado Psicoterapia e orientação agrícola familiar: Implantação de Clínica Comunitária Rural de Psicologia”, que atua na saúde, bem estar, qualidade de vida das famílias em áreas agrícolas; esta ação é resultado de parcerias entre profissionais e estudantes de diferentes áreas do conhecimento, formando o total de 8 colaboradores. Ressalta-se a relevância do trabalho em redes com cooperadores em diferentes Instituições Públicas e privada, com objetivos de desenvolver economicamente a região. Foram publicados 15 diferentes estudos disponíveis na Internet sobre Meio Ambiente, Turismo integrado a Agricultura Familiar, Planejamento Rural e Urbano, Saúde, Bem Estar e Qualidade de Vida. Em 2015 foram organizados mais de 15 encontros locais, regionais e nacionais com os agricultores familiares, com objetivo atuarem na capacitação com cursos e palestras. Considerações finais: Este conjunto de ações na Região Serrana, com os agricultores, teve como propósito tratar sobre a agricultura familiar, definindo estratégias e ações, visando o desenvolvimento e a melhor qualidade de vida do homem do campo. Identificaram-se melhores possibilidades de desenvolvimento econômico e ascensão social quando os agricultores estão organizados em grupos. O papel do SINTRAF de Bom Jardim da Serra, tem se mostrado um fator decisivo na busca do desenvolvimento local, regional e nacional na Agricultura Familiar.

Palavras-chave: Agricultura Familiar; Jovens do Campo; Desenvolvimento Local.


Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2016 Seminário de Ciências Sociais Aplicadas

ISSN 2236-1944