PRÁTICAS INOVADORAS EM ORGANIZAÇÕES COOPERATIVAS DESCENTRALIZADAS NO SUL CATARINENSE

Suelen Darabas Ronçani, Dimas de Oliveira Estevam

Resumo


Este resumo tem como objetivo estudar práticas inovadoras em organizações as cooperativas descentralizadas da Região Sul de Santa Catarina. Estas cooperativas começaram a ser constituídas na região a partir de 2004. De modo geral, as cooperativas descentralizadas podem ser vistas como um mecanismo para viabilizar a inserção autônoma dos agricultores familiares ao mercado. Desta forma, as cooperativas descentralizadas se constituem numa forma de inovação organizativa da agricultura familiar. Não obstante os avanços observados, esta dinâmica protagonizada pelos agricultores familiares, suas organizações e instituições de apoio, ainda representa um processo de aprendizagem organizacional, num contexto caracterizado por significativas mudanças e pelas novas oportunidades de mercado. No que compreende o caminho metodológico, a pesquisa está sendo feita em fontes secundárias e primárias. As fontes primárias, estão sendo obtidas através de entrevistas junto aos cooperados do sul catarinense. Os resultados apontam para práticas inovadoras na gestão das cooperativas, nas estratégias de comercialização, na diversificação tanto na quantidade de produtos produzidos, bem como, na qualidade dos produtos ofertados e, ainda, na comercialização dos produtos em mercados diversificados, como os Programas Institucionais, feiras, em casa e no comércio em geral.


Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2016 Seminário de Ciências Sociais Aplicadas

ISSN 2236-1944