PATRIMÔNIO CULTURAL E TURISMO: RELAÇÕES ENTRE OFERTA, GERAÇÃO DE EMPREGOS E SUSTENTABILIDADE

Geancarlo Moser

Resumo


Este artigo explora o potencial do turismo para impactar positivamente na criação de empregos, especialmente sua capacidade de estimular outros setores da economia, especificamente à proposta de uso do Patrimônio Histórico para demonstrar como as pessoas, especialmente das comunidades desfavorecidas, podem participar e se beneficiar da indústria do turismo. O turismo desponta hodiernamente como uma das principais opções adotadas para a dinamização dos espaços do patrimônio histórico e cultural, selecionando, adaptando e comercializando os espaços das áreas urbanas, patrimonializados e utilizados enquanto espaços turísticos, para visitação e contato com a história e a cultura das cidades bem como contribui para o debate teórico e prático para políticas de gestão do patrimônio cultural urbano, para a elaboração de alternativas de modelos de desenvolvimento do turismo e de apropriação desses patrimônios. Os debates e as questões relacionadas ao Patrimônio Histórico e Cultural vêm introduzindo uma nova realidade e causando diferentes impactos na oferta da atividade turística. O consumo do patrimônio e a mercantilização da cultura, em sentido lato e numa acepção antropológica, ampla e científica, trouxeram uma nova dinâmica ao setor, pelo crescente desejo de se conhecer e compreender aqueles que são os recursos específicos dos destinos turísticos, com a possibilidade de serem transformados em vantagens competitivas.
Palavras-chave: Patrimônio Cultural; Turismo e Emprego; Patrimônio e Turismo; Turismo Cultural


Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2018 Seminário de Ciências Sociais Aplicadas

ISSN 2236-1944