ESFORÇOS DE CAPACITAÇÃO INOVATIVA DO SETOR INDUSTRIAL DOS ESTADOS DA REGIÃO SUL E DO BRASIL APÓS A CRISE DE 2008: UM ESTUDO COMPARATIVO

Carolini Eccel Orsi, Silvio A. F. Cario

Resumo


Este trabalho tem o propósito de investigar os esforços inovativos executados pelas empresas dos estados de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul para superar a crise econômica de 2008, em comparação aos esforços nacionais. A análise será realizada com base em uma breve fundamentação teórica neo-schumpeteriana e nos dados da Pesquisa de Inovação Tecnológica (PINTEC) dos triênios de 2006-2008, 2009-2011 e 2012-2014, elaborada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), com o apoio da Financiadora de Estudos e Projetos – FINEP e do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação; a pesquisa tem como principal objetivo acompanhar o desenvolvimento dos esforços inovadores das empresas brasileiras. Trata-se de uma pesquisa descritiva explicativa, onde os dados são expostos através de tabelas, de forma sintética, e analisados no decorrer do texto. Conhecer estes indicadores torna-se um requerimento importante, em uma região como o Sul, considerada a segunda mais produtiva do país. Os meios de capacitação tecnológica e as estratégias adotadas são fundamentais para a manutenção competitiva de empresas e conjuntos produtivos, ressaltando a importância de estudos aplicados sobre as capacitações tecnológicas de alguns setores produtivos. A pesquisa possibilitou uma análise de categorias como: as principais atividades de inovação feitas pelas empresas, as fontes de informação mais utilizadas, as relações de cooperação e os benefícios trazidos pelas inovações às empresas que dispenderam gastos em atividades inovadoras. Foi constatado que entre os principais esforços inovativos no Brasil e nos estados da região sul figura-se a aquisição de máquinas e equipamentos como a atividade inovativa predominante; as redes de informações informatizadas é o principal meio de informação utilizado pelas empresas atualmente; que os fornecedores são suas principais fontes de cooperação; e que os principais benefícios das empresas com o investimento é identificado na melhoria da qualidade dos produtos e na manutenção da participação da empresa no mercado.
Palavras-chave: Economia Industrial. Inovação. Pesquisa Industrial Tecnológica.


Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2018 Seminário de Ciências Sociais Aplicadas

ISSN 2236-1944