EVOLUÇÃO E PERSPECTIVAS PARA O DESENVOLVIMENTO DA FRUTICULTURA EM MUNICÍPIOS DO SUL DE SANTA CATARINA

Lucas Lima Pereira, Miguelangelo Gianezini

Resumo


Neste século, a demanda por alimentos mais saudáveis e menos processados tem crescido consideravelmente, pois está associada a ideia de bem-estar, longevidade e qualidade de vida. E neste contexto contemporâneo, a produção de frutas tem lugar de destaque. Em escala mundial, no início desta segunda década (2011-2020), foram produzidas mais de 800 milhões de toneladas de fruta. Dentro desta esfera o Brasil se coloca como um dos maiores produtores, com uma produção de mais de 40 milhões de toneladas, ocupando assim o terceiro lugar no Ranking mundial. O crescente aumento do consumo de frutas “in natura” e sucos naturais, é uma tendência mundial que pode (e deve) ser aproveitada pelo país. A fruticultura utiliza uma grande quantidade de mão de obra e o seu alto rendimento por área, torna o cultivo viável para as pequenas propriedades, além de fixar o homem no meio rural. Em âmbito nacional, o estado de Santa Catarina, é apontado como o sétimo maior exportador e produtor de frutas do Brasil. Além disso, do ponto de vista do desenvolvimento rural e socioeconômico, a fruticultura no estado catarinense é uma das atividades que mais contribui para a geração de renda de milhares de famílias rurais. Neste sentido a pesquisa em andamento tem proposta e abordagem interdisciplinar. O objetivo é analisar as condições para o desenvolvimento e aprimoramento da fruticultura enquanto atividade produtiva com reflexos socioeconômicos em municípios do Sul de Santa Catarina. Com relação a metodologia proposta, observando o enfoque interdisciplinar das Ciências Sociais Aplicadas, a pesquisa proposta pode ser caracterizada como mista, em boa parte de seus aspectos metodológicos. Quanto à natureza é ambivalente e no que diz respeito à abordagem, é predominantemente qualitativa, pois busca a compreensão das atividades sobre a fruticultura e quantitativa por utilizar de regras e procedimentos para analises de dados (números e percentuais). Quanto aos objetivos, a proposta pode ser considerada heterogênea, contemplando as categorias descritiva e explicativa. Quanto aos procedimentos, propõe-se pela realização de: i) pesquisa bibliográfica e revisão da literatura durante o ano de 2018; ii) levantamento documental para análise com coleta junto aos órgão e agentes locais nos meses de agosto a novembro de 2018; e iii) Tabulação e análise dos dados entre janeiro e fevereiro de 2019. Como resultados espera-se obter subsídios para: a) descrever a introdução das atividades de fruticultura e suas implicações na ocupação socioeconômica no Sul de Santa Catarina; b) Discutir as perspectivas de tais atividades no âmbito do objeto de estudo, focando-se nas oportunidades e desafios perante a concorrência com outras atividades produtivas; e c) Pesquisar o processo de desenvolvimento do setor, identificando os agentes (stakeholders) responsáveis pelo incremento produtivo destas na última década.
Palavras Chaves: Produção agrícola, Desenvolvimento rural, Desenvolvimento socioeconômico, Sustentabilidade.


Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2018 Seminário de Ciências Sociais Aplicadas

ISSN 2236-1944