PAISAGEM, ARQUEOLOGIA E OS LUGARES TRANSFORMADOS: A ALAMEDA BRÜSTLEIN EM JOINVILLE (SANTA CATARINA)

Anna Kelly Krassota, Dione da Rocha Bandeira, Fernanda Mara Borba, Graciele Tules de Almeida

Resumo


Esse artigo trata sobre a pesquisa arqueológica desenvolvida na Alameda Brüstlein (Joinville, Santa Catarina), um espaço construído para servir como jardim de entrada da Maison, residência relacionada ao Príncipe e a Princesa da antiga Colônia Dona Francisca. Atualmente a Maison abriga o Museu Nacional de Imigração e Colonização e, junto à Alameda Brüstlein, compõe a paisagem cultural urbana do centro da cidade, formando um importante conjunto arquitetônico e paisagístico.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18616/ta.v21i0.1925



Direitos autorais



 

 

ISSN Eletrônico 2358-9426

ISSN Impresso 1413-8131

 

Qualis Interdisciplinar - B4

Ciências Ambientais, Engenharia I, Geociências, História e Planejamento Urbanos e Regional/Demografia - B5

Antopologia/Arqueologia, Biodiversidade e Ciência de Alimentos - C 

 

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.