CO-EVOLUÇÃO DE CULTURA E AMBIENTE NA FORMAÇÃO DO JÊ MERIDIONAL

Rafaela Vieira Nogueira, Pedro Ignácio Schmitz, Jairo Henrique Rogge

Resumo


O Jê Meridional, grupo nativo do sul do Brasil, segundo os lingüistas, teria sua origem no Planalto Central brasileiro, de onde teria se expandido a partir de cerca de 3.000 anos atrás. Arqueologicamente ele é representado no planalto por ‘casas subterrâneas’, ‘aterros-plataforma’ e ‘estruturas anelares’ e a cerâmica Taquara/Itararé; no litoral, por cemitérios coletivos e grandes casas com sepultamento ao longo das paredes e a mesma cerâmica da tradição Taquara/Itararé.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18616/ta.v21i0.1926



Direitos autorais



 

 

ISSN Eletrônico 2358-9426

ISSN Impresso 1413-8131

 

Qualis Interdisciplinar - B4

Ciências Ambientais, Engenharia I, Geociências, História e Planejamento Urbanos e Regional/Demografia - B5

Antopologia/Arqueologia, Biodiversidade e Ciência de Alimentos - C 

 

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.