AVIFAUNA COLIDIDA EM ESTRUTURAS DE VIDRO NO PERÍMETRO URBANO DO BALNEÁRIO RINCÃO, SANTA CATARINA

Aline da Silva Stolk, Carina Girelli, Luana Pasini Miguel, Gilca Benedet, Mainara Cascaes

Resumo


As aves são afetadas de diversas formas pelas atividades antrópicas, sendo a destruição dos habitats a principal causadora do desequilíbrio. Um fato pouco conhecido, mas extremamente relevante, é a perda desses indivíduos por colisão em estruturas transparentes oriundas de fachadas, painéis ou muros de vidro. O presente trabalho teve por objetivo verificar a ocorrência de choque mecânico de aves em residências com muros de vidro no município litorâneo de Balneário Rincão, Santa Catarina, de modo a avaliar as condições das ocorrências em relação as características físicas da ave, do muro e do entorno, durante 12 meses de pesquisa. No decorrer do projeto foram amostradas, entre coletas e registros fotográficos, um total de 110 carcaças decorrentes das colisões em estruturas de vidro, distribuídas em 12 espécies e 10 famílias, sendo 21 indivíduos não identificados.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18616/ta.v21i0.2245



Direitos autorais 2015 Tecnologia e Ambiente



 

 

ISSN Eletrônico 2358-9426

ISSN Impresso 1413-8131

 

Qualis Interdisciplinar - B4

Ciências Ambientais, Engenharia I, Geociências, História e Planejamento Urbanos e Regional/Demografia - B5

Antopologia/Arqueologia, Biodiversidade e Ciência de Alimentos - C 

 

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.