ANÁLISE DA PAISAGEM APLICADA AO PLANEJAMENTO TERRITORIAL DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃO: ESTUDO DE CASO DA ÁREA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL DO MORRO ALBINO E ESTEVES

Daniele Wernke Spillere, Jader Lima Pereira

Resumo


A necessidade de melhoria no planejamento de Unidades de Conservação é de grande importância, frente necessidade de conciliar o desenvolvimento econômico com a preservação do meio ambiente. Com base nesta perceptiva, o trabalho objetivou-se pela avaliação da situação ambiental da APA Morro Albino e Esteves através de ferramentas de geoprocessamento e análise de métricas da paisagem. Para o cumprimento dos objetivos procedeu-se uma análise do Zoneamento municipal, bem como a elaboração dos mapas de Uso da Terra e APPs na área de Estudo. Por fim, pode-se analisar a paisagem através das métricas de isolamento. Dos resultados obtidos constatou-se um mosaico vegetacional compostos por diferentes classes, bem como um acréscimo de 2,23% de áreas destinas a Proteção Ambiental no Município. Em relação ao mapa de APP, constatou-se que dentro da Área de Estudo (APA Morro Albino e Esteves) 31,76% são áreas de preservação permanente e que estão presentes nas mesmas todas as classes de Uso da Terra. Perante as métricas utilizadas para avaliação do nível de isolamento/conectividade das manchas florestais presente na UC, observou-se um número elevado de manchas com valor de conectividade intermediária. Em suma, faz necessário uma melhor percepção/atuação dos órgãos municipais relacionados ao planejamento, recuperação, zoneamento da UC.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18616/ta.v23i0.2404



Direitos autorais 2017 Tecnologia e Ambiente



 

 

ISSN Eletrônico 2358-9426

 ISSN Impresso 1413-8131

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.