RELAÇÕES ENTRE PRECIPITAÇÕES INTENSAS DE DIFERENTES DURAÇÕES DE VIDEIRA, SANTA CATARINA

Álvaro José Back, Augusto Carlos Pola

Resumo


Este artigo apresenta a atualização das relações Intensidade-Duração-Frequência de chuvas para o município de Videira, SC. Foram utilizados os dados cotados dos pluviogramas da Estação Meteorológica do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) localizada em Videira, SC (latitude 27°00’ S, longitude 51o09’ W) do período de 1986 a 2014. Com base nas séries de máximas anuais de precipitação com duração de 5 até 1440 minutos, e utilizando a distribuição de Gumbel, foram estimadas as intensidades máximas de chuva com período de retorno de 2 a 100 anos. Foram ajustadas duas equações para a estimativa das intensidades das chuvas, uma para durações de até 120 minutos, outra para durações de 120 a 1440 minutos. Também foram determinadas as relações entre chuvas de diferentes durações, sendo observada uma variação na relação entre a chuva máxima de 24 horas e a chuva máxima de um dia conforme a hora da coleta da chuva diária. Observou-se que as relações entre chuvas de diferentes durações de Videira apresentaram valores ligeiramente inferiores aos valores médios recomendados para uso no Brasil. A relação média da chuva de 24 horas em relação a chuva máxima de um dia foi de 1,14.

Palavras chave: chuvas intensas, equação IDF, probabilidade.


Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2016 Tecnologia e Ambiente



 

 

ISSN Eletrônico 2358-9426

ISSN Impresso 1413-8131

 

Qualis Interdisciplinar - B4

Ciências Ambientais, Engenharia I, Geociências, História e Planejamento Urbanos e Regional/Demografia - B5

Antopologia/Arqueologia, Biodiversidade e Ciência de Alimentos - C 

 

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.