HERPETOFAUNA DE UMA ÁREA DE FLORESTA ATLÂNTICA NO SUL DO BRASIL

Karoline Ceron, Marina de Oliveira Olivo, Rodrigo Ávila Mendonça, Fernando Carvalho, Jairo José Zocche

Resumo


São apresentados os resultados de um inventário de anfíbios, lagartos e serpentes
registrados em uma área de Mata Atlântica na Reserva Biológica Estadual do Aguaí
(REBIO do Aguai), município de Nova Veneza, sul de Santa Catarina. O estudo foi
realizado entre maio de 2013 e janeiro de 2014, com quatro campanhas sazonais de cinco
a seis dias cada, totalizando 23 dias de amostragem. Para captura dos indivíduos foram
utilizadas armadilhas de interceptação e queda (pitfall), busca ativa por tempo limitado,
busca em sítios reprodutivos e encontros visuais e auditivos. Com esforço amostral de
11.520 horas armadilhas por campanha (pitfall) e 182 horas (busca ativa por tempo
limitado) foram registradas 20 espécies, das quais 11 pertencentes à ordem Anura e nove
à ordem Squamata. Houve diferença significativa da diversidade entre as estações do ano.
A combinação de métodos de amostragem permitiu o registro de seis novas ocorrências
de anfíbios para a Rebio, evidenciando a necessidade de amostragens complementares de
longo prazo. A presença das espécies com distribuições restritas e enquadradas nas listas
de fauna ameaçada reforçam a necessidade da conservação dos remanescentes de Mata
Atlântica, assim como a importância da REBIO para a conservação da biota.

Palavras-chave: anfíbios, répteis, conservação, inventário, sul catarinense.


Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2016 Tecnologia e Ambiente



 

 

ISSN Eletrônico 2358-9426

ISSN Impresso 1413-8131

 

Qualis Interdisciplinar - B4

Ciências Ambientais, Engenharia I, Geociências, História e Planejamento Urbanos e Regional/Demografia - B5

Antopologia/Arqueologia, Biodiversidade e Ciência de Alimentos - C 

 

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.