EVOLUÇÃO DA FERTILIDADE DE SOLOS CONSTRUÍDOS EM ÁREAS DE PASSIVO AMBIENTAL DA MINERAÇÃO DE CARVÃO, LAURO MULLER – SC

Daniel Pazini Pezente, William de Oliveira Sant Ana

Resumo


No município de Lauro Müller, durante mais de 50 anos operou a
Companhia Nacional de Mineração de Carvão do Barro Branco, que
também minerou pelo método de lavra a céu aberto, remanescendo
pequenas áreas esparsas espacialmente, e impactadas ambientalmente. Num
contexto recente, a Carbonífera Catarinense Ltda., por ter assumido esse
passivo ambiental, efetuou a recuperação através da conformação
topográfica, construção de solo e drenagens e estabelecimento de vegetação
nessas áreas. Desde então, elas passaram a ser monitoradas ambientalmente
pelo Núcleo de Meio Ambiente do Centro Tecnológico da Associação da
Indústria Carbonífera de Santa Catarina, com vistas ao acompanhamento da
evolução dos indicadores de qualidade ambiental. Com base no trabalho de
monitoramento, selecionaram-se 6 campanhas amostrais de 12 parâmetros
físico-químicos do solo de 6 distintas áreas (Locks, 3A3B, Bett, Rio do
Meio, Zona 4 e Coreia II), cujos resultados objetivam analisar a evolução da
fertilidade e capacidade de suporte desse substrato ao longo das campanhas,
bem como comparar a velocidade de recuperação entre as áreas. As áreas
foram percorridas em toda a sua extensão, realizando coletas avulsas de
solos, a fim de gerar uma malha amostral homogênea e representativa. As
amostras de cada área foram reunidas em uma amostra composta,
homogeneizadas e quarteadas. Para se atingir os objetivos propostos, como
materiais e métodos, os 12 parâmetros definidos foram de: percentual de
argila, SMP, pH em água, fósforo, potássio, matéria orgânica, cálcio,
magnésio, saturação por bases, capacidade de troca de cátions, e saturação
por alumínio. A hipótese inicial é de que áreas geograficamente próximas,
submetidas ao mesmo clima, de relevo similar e técnicas de recuperação
idênticas, apresentem ritmos sincronizados na evolução da qualidade do
substrato. Como tratamento estatístico, para que o correto relacionamento
entre variáveis e destas com os casos, seja devidamente interpretado, se faz
necessário normalizar os resultados analíticos, padronizá-los, para a
aplicação da estatística multivariada. A técnica estatística adotada, a Análise
de Componentes Principais (ACP), objetivou sintetizar as informações dos
conjuntos das variáveis, ordenando os casos em relação aos parâmetros
descritores, utilizando-se do software estatístico Multi-Variate Statistical
Package®, na qual foi elaborado gráfico euclidiano bidimensional. Os
resultados preliminares indicam que a maioria das áreas apresentou
progressão positiva da qualidade do substrato, apesar da baixa estabilidade
edáfica. As áreas Coreia II e Locks não demonstraram evolução edáfica para
uma condição eutrófica. Nesse caso, recomendam-se estudos
complementares para a tomada de decisão sobre possíveis reintervenções
nestas áreas em específico.
Palavras-chave: Recuperação ambiental. Solos. Mineração. Passivos
ambientais


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18616/ta.v24i0.4371



Direitos autorais 2018 Tecnologia e Ambiente



 

 

ISSN Eletrônico 2358-9426

ISSN Impresso 1413-8131

 

Qualis Interdisciplinar - B4

Ciências Ambientais, Engenharia I, Geociências, História e Planejamento Urbanos e Regional/Demografia - B5

Antopologia/Arqueologia, Biodiversidade e Ciência de Alimentos - C 

 

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.