ESPAÇOS PÚBLICOS E AMBIÊNCIAS URBANAS: UM DIÁLOGO INTERDISCIPLINAR SOB A PERSPECTIVA DO DESIGN SOCIAL E DA PSICOLOGIA AMBIENTAL

Santiago Alarcón Acosta, Juliano Bitencourt Campos, Teresinha Maria Gonçalves

Resumo


Este estudo procura resgatar a cultura ancestral indígena nas imagens da
cidade na perspectiva da reconstrução da memória coletiva e a construção
de uma linguagem significativa que possa contribuir para o fortalecimento
da identidade de lugar. As ambiências urbanas relacionam-se aos espaços
construídos e habitados da cidade, cujos mais significativos acredita-se que
sejam os públicos, como os parques e as praças. O locus da pesquisa foi o
maior e o mais frequentado parque de uma cidade do Sul do Brasil. A
pesquisa foi na modalidade qualitativa. Os aportes teóricos foram dados pela
psicologia ambiental, design social e arqueologia.

Palavras-chave: Ambiências urbanas. Design social. Psicologia ambiental.
Arqueologia. Identidade de lugar.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18616/ta.v24i0.4409



Direitos autorais 2018 Tecnologia e Ambiente



 

 

ISSN Eletrônico 2358-9426

ISSN Impresso 1413-8131

 

Qualis Interdisciplinar - B4

Ciências Ambientais, Engenharia I, Geociências, História e Planejamento Urbanos e Regional/Demografia - B5

Antopologia/Arqueologia, Biodiversidade e Ciência de Alimentos - C 

 

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.