A PEREGRINAÇÃO EM BUSCA DA CASA

Bruno da Silva da Silveira, Maicol Oliveira Brognoli, Teresinha Maria Gonçalves

Resumo


Este artigo resulta de uma pesquisa sobre a questão da moradia em uma unidade de conjunto habitacional do programa “Minha Casa Minha Vida” da cidade de Criciúma/SC. A reflexão segue na linha da Psicologia Ambiental, da Filosofia e da Geografia Cultural. O objetivo foi entender o processo de busca da casa por meio do conceito de peregrinação, identificado durante as entrevistas. A amostra da pesquisa foi composta por 54 moradores. A pesquisa se deu pela abordagem qualitativa nas modalidades exploratória e explicativa no sentido de entender a dinâmica da busca pela casa própria. A pesquisa identificou que, na história de vida das pessoas, esteve presente um processo de peregrinação e a busca pelo lugar essencial entendido como casa, marcado por grandes sofrimentos e expectativas. Os instrumentos de coleta de dados foram a observação sistemática e entrevistas semiestruturadas. Os achados da pesquisa foram: a casa do conjunto se caracteriza pelo conceito de casa biológica, o conjunto compõe a parte segregada da cidade, a maioria dos moradores estão em situação de trabalho precário, não há vida coletiva e as pessoas demonstraram descontentamento e falta de apropriação pela casa em que moram. Os peregrinos, em busca da casa, vieram de diversos lugares da cidade de Criciúma e de outros estados brasileiros.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18616/ta.v25i0.5275



Direitos autorais 2019 Tecnologia e Ambiente



 

 

ISSN Eletrônico 2358-9426

 ISSN Impresso 1413-8131

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.