O ESPAÇO SOCIOFÍSICO DA ESCOLA COMO FACILITADOR DAS RELAÇÕES NO AMBIENTE ESCOLAR: UM ESTUDO DE PSICOLOGIA AMBIENTAL

Roselene Vargas Oliveira, Teresinha Maria Gonçalves

Resumo


Esta pesquisa tem como objetivos analisar a relação aluno-ambiente; identificar o processo de apropriação do espaço escolar; investigar a percepção dos alunos referente ao ambiente da sala e dos espaços livres. O método utilizado foi o estudo de caso e as técnicas de coleta de dados deram-se por meio de entrevistas semiestruturadas com crianças do ensino fundamental, de 6 a 11 anos, e por meio de registro fotográfico. Os alunos foram convidados a fotografar seu local preferido e, posteriormente, a construir uma narrativa sobre as imagens por eles produzidas. Os dados foram observados tendo como instrumentos de análise conceitos chave do marco teórico, tanto para a fala das crianças entrevistadas como para a análise das fotografias. Os resultados mostraram que as crianças se apropriam mais dos espaços livres da escola, como o pátio, a quadra de esportes e o refeitório. Foi constatado, também, que a escola é uma referência importante na vida das crianças por sentirem-se protegidas e amparadas e, principalmente, por fazerem amigos. Cabe salientar que a maioria das crianças abordadas na pesquisa está em situação de vulnerabilidade social. O ambiente da escola seria então o ambiente positivo, uma referência agregadora do afeto e da amizade, o que contribui grandemente com o processo de construção da identidade.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18616/ta.v25i0.5276



Direitos autorais 2019 Tecnologia e Ambiente



 

 

ISSN Eletrônico 2358-9426

ISSN Impresso 1413-8131

 

Qualis Interdisciplinar - B4

Ciências Ambientais, Engenharia I, Geociências, História e Planejamento Urbanos e Regional/Demografia - B5

Antopologia/Arqueologia, Biodiversidade e Ciência de Alimentos - C 

 

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.