https://periodicos.unesc.net/ojs/index.php/RDSD/issue/feed Revista Desenvolvimento Socioeconômico em Debate 2023-03-20T20:32:05+00:00 Revista Desenvolvimento Socioeconômico em Debate rdsd@unesc.net Open Journal Systems <p><strong>Revista do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Socioeconômico da UNESC (Mestrado &amp; Doutorado)</strong></p> <p>Nas instituições universitárias de todo o mundo, a pós-graduação é considerada espaço de produção de conhecimento e formação de pesquisadores. No Brasil este nível educacional recebe apoio de agentes estatais como a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), que têm fomentado a produção científica neste ambiente, contribuindo para consolidar o sistema nacional de Pós-Graduação e projetar o país no cenário científico internacional. Neste processo, as universidades comunitárias - como a Universidade do Extremo Sul Catarinense (UNESC) - têm conquistado seu espaço, por meio de novos canais de divulgação da sua produção científica. Assim, observando este contexto, aliado às perspectivas para divulgação da produção científica interdisciplinar da UNESC, bem como o intercâmbio com outras IES e pesquisadores nesta área do conhecimento, o Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Socioeconômico criou a <strong>Revista Desenvolvimento Socioeconômico em Debate (RDSD)</strong>.</p> <p>A <strong>RDSD </strong>informa que está recebendo artigos, ensaios e resenhas, para seus próximos números. Confira o escopo e normas no portal da revista.</p> <p><strong>Periódico publicado com apoio do CNPq e da CAPES (Contemplado na Chamada Pública CNPq/CAPES 18/2018 – Programa Editorial).</strong></p> <p><strong>Este periódico recebeu apoio financeiro do Edital de Chamada Pública Fapesc nº 21/2022 – Programa de Apoio e Incentivo à Consolidação de Periódicos Científicos</strong></p> https://periodicos.unesc.net/ojs/index.php/RDSD/article/view/7907 Apresentação 2023-03-20T20:26:34+00:00 Ismael Gonçalves Alves iga@unesc.net Alcides Goularti Filho agf@unesc.net Daniela Pistorello dp@unesc.net <p>Nesse segundo número do nono volume da Revista Desenvolvimento Socioeconômico em Debate de 2022, apresentamos quatro artigos com ampla representatividade regional e temas que se entrecruzam. O primeiro artigo é de autoria de Juliano Vargas e André Luiz de Santana Dias, ambos da Universidade Federal do Piauí, intitulado “Setor de serviços no estado do Piauí: evolução histórica e análise econômica do período 2007-2017”. O artigo tem como objetivo apresentar propostas de políticas pública para a dinamização do setor de serviços no Piauí visando à promoção do desenvolvimento socioeconômico. O segundo artigo é assinado por Railson Marques Garcez, da Universidade Federal do Maranhã, com o título “Ciência, tecnologia e inovação (CT&amp;I) como proxy para uma estratégia nacional de desenvolvimento econômico e social”. O artigo versa sobre as principais estratégias levadas a cabo pelo Ministério do Planejamento, são elas: Estratégia Brasileira para a transformação digital (E-digital), Estratégia Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (Encti) e Estratégia Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (Endes). O artigo chama a atenção para a relevância de uma estratégia de desenvolvimento nacional pautada na ciência e tecnologia. Na sequência a RSDS traz o artigo sob o título “Custos logísticos em uma agroindústria de beneficiamento de arroz localizada no Sul de Santa Catarina”. O artigo, resultado de uma consistente pesquisa, é assinado por Eduardo Tramontin Castanha e Andréia Cittadin, ambos da Universidade Federal de Santa Catarina, e Milla Lúcia Ferreira Guimarães, professora da Universidade do Extremo Sul Catarinense. Tal com definido no resumo do artigo, seu objetivo é “verificar os custos logísticos e a percepção dos gestores quanto às informações para sua gestão a partir do caso de uma agroindústria de beneficiamento de arroz de Santa Catarina”. Uma relevante contribuição para estudos setorializados da economia sul catarinense. Por fim, o quatro artigo é de autoria de Iuri Felipe Bezerra de Freitas e Andreia Brasil Santos, pesquisadores da Universidade Federal do Amazonas, e tem com título “A saúde nos municípios amazonenses no período 2013-2018: um olhar a partir da distribuição dos gastos públicos”. Nele, os autores, analisam a distribuição dos recursos públicos em saúde nos municípios do estado do Amazonas. Estabeleceu-se uma relação entre gastos públicos per capita em saúde com a renda gerada e o crescimento populacional. Concluímos a apresentação desse número agradecendo aos autores(as), avaliadores(as) dos artigos e toda equipe editorial que colaboram para a publicação de mais um número da Revista RSDS. Boa Leitura.</p> <p><br>Prof. Dr. Ismael Gonçalves Alves</p> <p>Prof. Dr. Alcides Goularti Filho</p> <p>Profa. Dra. Daniela Pistorello</p> 2023-03-20T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2023 Revista Desenvolvimento Socioeconômico em Debate https://periodicos.unesc.net/ojs/index.php/RDSD/article/view/6791 Setor de serviços no estado do Piauí: evolução histórica e análise econômica do período 2007-2017 2022-06-07T12:17:53+00:00 Juliano Vargas juliano.vargas@ufpi.edu.br André Luis de Santana Dias aluisdias21@gmail.com O setor de serviços no Brasil vem despontando como uma possibilidade de crescimento e desenvolvimento para o país. O Estado do Piauí (PI), que apresenta relevante dinâmica no setor agrícola e baixa dinâmica no setor industrial, possui um amplo setor de serviços que vem crescendo desde os anos 1950. Nesse sentido, o objetivo desta pesquisa é examinar o setor de serviços do Piauí para, posteriormente, apresentar algumas propostas de políticas públicas voltadas à dinamização deste setor da economia e consequente desenvolvimento socioeconômico do estado. Metodologicamente, o texto é amparado por fontes bibliográficas secundárias e dados oficiais do governo federal. Conclui-se que é necessária uma estratégia estadual de desenvolvimento articulada com a região, o país e o exterior, consubstanciadas em políticas socioeconômicas críveis alinhadas às especificidades do PI. Tal estratégia pode ser engendrada à luz de experiências institucionais implementadas em Portugal, Espanha, Itália e França, desde que adaptadas à realidade piauiense. 2023-03-20T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Revista Desenvolvimento Socioeconômico em Debate https://periodicos.unesc.net/ojs/index.php/RDSD/article/view/6828 Ciência, tecnologia e inovação (CT&I) como proxy para uma estratégia nacional de desenvolvimento econômico e social 2023-02-13T19:59:01+00:00 RAILSON MARQUES GARCEZ railsongarcez.uema@gmail.com <p>O país tem experimentado muitas iniciativas estratégicas em direção ao desenvolvimento nacional. Do Plano SALTE aos PPAs, o Brasil vem a cada período de sua história econômica desenvolvendo projetos, programas e planos cujo objetivo concorre para o desenvolvimento econômico e social do país. Em meio à um contexto nacional de crise, são necessárias medidas estratégicas de longo prazo que ajudem a retomar o processo de crescimento da economia brasileira e promover de forma inclusiva e sustentada um processo de desenvolvimento socioeconômico. Considerando a atual conjuntura da economia, este estudo buscou apresentar as principais estratégias nacionais para a promoção do desenvolvimento econômico e social do Brasil: E-digital, Encti e Endes. Essas estratégias foram desenvolvidas levando em consideração os anseios sociais dos brasileiros, megatendências mundiais e a Agenda 2030 global definida em 2015 pela ONU. A partir de uma metodologia essencialmente teórico-bibliográfica, foi possível compreender que as estratégias nacionais delineadas para uma economia mais digitalizada, levam consideração com grande ponderação as iniciativas no campo da ciência, tecnologia e inovação (CT&amp;I) como motores propulsores, <em>proxies</em>, para o processo de aumento de produtividade, complexidade econômica e alcance do desenvolvimento econômico e social inclusivo e sustentado. O futuro é incerto, porém, com uma diretriz estratégica definida os caminhos tornam-se menos tortuosos e o objetivo mais claro. Os primeiros passos foram e ainda serão dados na construção de um país que ainda precisa remover barreiras e vencer desafios para tornar-se desenvolvido. Mais investimentos em CT&amp;I, com resultados concretos, talvez seja o caminho a ser perseguido.</p> 2023-03-20T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2023 Desenvolvimento Socioeconômico em Debate https://periodicos.unesc.net/ojs/index.php/RDSD/article/view/7300 Custos logísticos em uma agroindustria de beneficiamento de arroz 2023-02-16T17:29:15+00:00 Eduardo Tramontin Castanha eduardo_tramontin@hotmail.com Andréia Cittadin aci@unesc.net Milla Lúcia Ferreira Guimarães mlg@unesc.net <p>O estudo tem o objetivo de verificar os custos logísticos e a percepção dos gestores quanto às informações para sua gestão a partir do caso de uma agroindústria de beneficiamento de arroz de Santa Catarina. A pesquisa caracteriza-se como descritiva, com abordagem qualitativa, realizada por meio de estudo de caso. A coleta de dados ocorreu nos meses de agosto e setembro de 2018, mediante entrevista estruturada aplicada aos principais gestores, análise documental e observação. A empresa atua no mercado brasileiro e internacional, concentrando suas vendas do mercado interno para a Região Nordeste do país, empregando predominantemente o modal rodoviário para realizar o transporte dos produtos aos clientes. Uma verificação dos custos logísticos da empresa mostrou que apesar de alguns gestores afirmarem que conhecem o montante desses custos, não há consenso entre os pesquisados quanto ao conhecimento de tais montantes. Observou-se que nos relatórios gerenciais da empresa estão identificados os custos logísticos de transporte, tributários e de embalagens. Alguns estão dispersos em contas com rubricas gerais e outros, como custo de oportunidade do capital investido, apesar de representativo em função das operações da organização, não são formalmente apurados e de conhecimento dos gestores. Conclui-se que a administração da organização concentra seus esforços, principalmente, na gestão dos custos de transporte, por entender que são os mais expressivos e mais visíveis nas suas operações e nos relatórios, porém, outros itens de custos logísticos, se identificados, poderiam ser foco da gestão da organização, podendo contribuir para a melhoria nos resultados.</p> 2023-03-20T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2023 Desenvolvimento Socioeconômico em Debate https://periodicos.unesc.net/ojs/index.php/RDSD/article/view/7587 A saúde nos municípios amazonenses no período 2013-2018: 2023-03-07T16:32:56+00:00 Iuri Freitas iuri.fbf@gmail.com Andreia Santos brasiland@ufam.edu.br <p>Avaliar a distribuição do gasto público com saúde é importante para embasar o planejamento da oferta das ações e serviços de saúde, permitindo que a sua alocação seja realizada de forma maximizar o atendimento das demandas da população. Objetivou-se avaliar a distribuição do gasto público com saúde (GPS) nos municípios do estado do Amazonas, no período 2013-2018. A análise foi feita por meio da avaliação da distribuição do gasto público com saúde <em>per capita, </em>da relação entre o gasto público com saúde e a renda gerada nos municípios e da evolução do gasto público diante do crescimento populacional Constatou-se um cenário de desigualdade na distribuição do GPS tanto na distribuição por município, quanto na distribuição por Região de Saúde. A tendência do gasto público divergiu entre os municípios, sendo os de maior porte os que tiveram a maior participação no GPS, mas apresentaram queda no GPS entre 2013 e 2018. Já os municípios de pequeno porte tiveram baixa participação no GPS.</p> 2023-03-20T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2023 Revista Desenvolvimento Socioeconômico em Debate