ORALIDADE, LEITURA E ESCRITA: as relações entre a alfabetização e o ambiente pré-escolar

Autores

  • Rafaela Barbosa Américo Universidade de São Paulo
  • Idmea Semeghini-Siqueira Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.18616/ce.v9i1.4836

Resumo

As reflexões contidas neste artigo envolvem a Creche Central da USP. O objetivo geral dessa proposta é investigar como as dinâmicas adotadas pela instituição, além do brincar espontâneo, fazem com que os procedimentos para acesso à língua escrita na Educação Infantil ocorram de maneira a priorizar a infância, o lúdico e a construção do conhecimento, tendo a criança como foco. Para “conhecer” e “entender” esse processo, foi importante realizar observações “in loco”, participando de atividades propostas às crianças, tendo acesso aos registros produzidos por elas. A intenção é, a partir desse conjunto de informações, sistematizar como a instituição educacional organiza as atividades concernentes à oralidade - leitura - escrita e, sobretudo, se a criança é exposta a várias linguagens, ou seja, como sua voz, seu corpo e seus movimentos se integram ao processo educacional e de que modo essas propostas se refletem nesse momento da formação de cada criança. 

Biografia do Autor

Rafaela Barbosa Américo, Universidade de São Paulo

Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Educação da USP, na área de Educação, Linguagem e Psicologia, sob a orientação de Profª Drª Idmea Semeghini-Siqueira.

Idmea Semeghini-Siqueira, Universidade de São Paulo

Profª Sènior da Faculdade de Educação da USP, Linguista, Coordenadora do grupo de pesquisa "Diversidade Cultural, Linguagem, Mídia e Educação (DICLIMeduc).

Referências

AZANHA, J.M.P. Parâmetros Curriculares Nacionais e Autonomia da Escola. Havard: Mandruvá, 2001. Acessível – http://www.hottopos.com/havard3/zemar.htm

BELINTANE, C. Subjetividades Renitentes. In: Linguagem e Educação: implicações técnicas, éticas e estéticas. REZENDE, N. ; RIOLFI, C. ; SEMEGHINI-SIQUEIRA, I. São Paulo: Humanitas/FFLCH/USP, 2006.

BELINTANE, C. Oralidade, Alfabetização e leitura: enfrentando diferenças e complexidades na escola pública. In: Educação e Pesquisa (on-line), 2010, vol. 36, n.3, pp. 685-703. http://www.scielo.br/pdf/ep/v36n3/v36n3a03.pdf

BELINTANE, C. Oralidade e alfabetização: uma nova abordagem da alfabetização e do letramento. São Paulo: Editora Cortez, 2013.

BRASIL. Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica. Ensino Fundamental de 9 anos: orientações gerais. Brasília, 2004, p. 20. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/9anosgeral.pdf.

CHARTIER, R. & BOURDIEU, P. A leitura: uma prática cultural. CHARTIER, R. (Org.) Práticas de leitura. São Paulo: Estação Liberdade, 2002.

SAWAYA, S. M. Fracasso escolar e as novas propostas pedagógicas do Ciclo básico (Cap. 1) A leitura e a escrita como práticas culturais e o fracasso escolar das crianças de classes populares: uma contribuição crítica. São Paulo: USP – Instituto de Psicologia [tese de Doutorado], 1999. p. 7-20.

SAWAYA, S. M. (2008) Sociedad de la información, ensenanza y aprendizaje: la reforma educativa en Brasil. Univ. Psychol. Bogotá, Colombia, v.7, no.3, pp. 869-882.

SÃO PAULO, Secretaria do Estado da Educação, Coordenadoria de Estudos e Normas Pedagógicas CENP. Ciclo básico em Jornada única uma nova concepção de trabalho pedagógico, vol. 1, São Paulo, 1990.

SEMEGHINI-SIQUEIRA, I. Modos de ler textos informativos impressos/virtuais e questões sobre memória: estratégias para alavancar a construção do conhecimento em diferentes disciplinas. In: REZENDE, N.; RIOLFI, C.; SEMEGHINI-SIQUEIRA, I. (Orgs.). Linguagem e Educação: implicações técnicas, éticas e estéticas. São Paulo: Humanitas, 2006.

SEMEGHINI-SIQUEIRA, I. Questões de letramento emergente e do processo de alfabetização em classes do ensino fundamental para crianças de 6 anos. In: KISHIMOTO, T.M.; OLIVEIRA-FORMOSINHO, J. Em busca da Pedagogia da Infância: pertencer e participar. Porto Alegre: Artmed/Penso, 2013 p. 85-109.

SEMEGHINI-SIQUEIRA, I. Magia/Arte & Informação / Conhecimento na educação de crianças e jovens neste início do século XXI no Brasil. São Paulo: USP - Faculdade de Educação [tese de Livre Docência], 2015.

SEMEGHINI-SIQUEIRA, I.; BEZERRA, G. G. R.; GUAZZELLI, T. Estágio supervisionado e práticas de oralidade, leitura e escrita no ensino fundamental. Revista Educação & Sociedade, Campinas, v. 31, n. 111, p. 563-583, abr.-jun. 2010 .

SEMEGHINI-SIQUEIRA, I. Magia/Arte & Informação / Conhecimento na educação de crianças e jovens neste início do século XXI no Brasil. São Paulo: USP - Faculdade de Educação [tese de Livre Docência], 2015.

SOARES, M. Letramento e Alfabetização: as muitas facetas. Revista Brasileira de Educação, n. 25, p. 5-17, 2004.

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Projeto Político Pedagógico – Creche / Pré-Escola Central - SAS/USP. São Paulo, 2016.

VIGOTSKI, L. S. et al. Aprendizagem e desenvolvimento intelectual na idade escolar. In: VIGOTSKI, L. S.; LURIA, A. R.; LEONTIEV, A. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. Tradução de Maria da Penha Villalobos. 4. ed. São Paulo: Ícone, 1988.

VIGOTSKI, L. S. Pensamento e linguagem. Tradução de Jefferson L. Camargo. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1989.

Downloads

Publicado

2020-05-04