DESENVOLVIMENTO DO PENSAMENTO COMPUTACIONAL: PERCEPÇÃO DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA NO INTERIOR DO PARANÁ

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18616/ce.v11i1.6501

Resumo

Recentemente, documentos educacionais contemplam a necessidade de formação do Pensamento Computacional (PC) nos estudantes da educação básica, o que depende do conhecimento docente sobre o assunto. Por isso, realizamos uma investigação com o objetivo de identificar a percepção de profissionais que atuam na escolarização básica sobre o conceito de PC. Neste artigo, apresentamos a percepção de 87 professores e pedagogos que atuam em instituições escolares no interior do Paraná. Os dados coletados, via questionário, demonstram que a maioria (77%) não possui compreensão sobre a temática e os que afirmaram conhecê-la, realizaram associações do PC apenas à resolução de problemas e ao uso de tecnologias ou computadores. Finalizamos o artigo, destacando alguns encaminhamentos necessários para a inclusão do desenvolvimento do PC em sala de aula.

Biografia do Autor

Carlos Roberto Beleti Junior, Universidade Federal do Paraná - Campus Jandaia do Sul

Docente do curso de Licenciatura em Computação.

Marta Sueli de Faria Sforni, Universidade Estadual de Maringá

Docente do Programa de Pós-Graduação em Educação.

Referências

ANGELI, Charoula; GIANNAKOS, Michail. Computational thinking education: Issues and challenges. Computers in Human Behavior, v. 105, p. 106185, 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular (Terceira Versão). Ministério da Educação, Brasília, DF: MEC, 2017. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf. Acesso em: 02 de fev. 2021.

BRASIL. Resolução CNE Nº 2, De 20 de dezembro de 2019. Resolução CNE nº 2, de 20 de dezembro de 2019. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação Inicial de Professores para a Educação Básica e Base Nacional Comum para a Formação Inicial de Professores da Educação Básica (BNC-Formação). Disponível em: http://portal.mec.gov.br/docman/dezembro-2019-pdf/135951-rcp002-19/file. Acesso em: 02 de fev. 2021.

BUSUTTIL, Leonard; FORMOSA, Marquita. Teaching Computing without Computers: Unplugged Computing as a Pedagogical Strategy. Informatics in Education 19 no. 4 (2020):569-587. https://doi.org/10.15388/infedu.2020.25.

CAELI, Elisa Nadire; YADAV, Aman. Unplugged Approaches to Computational Thinking: a Historical Perspective. TechTrends 64, 29–36 (2020). https://doi.org/10.1007/s11528-019-00410-5.

CIEB. Currículo de referência – Itinerário Formativo em Tecnologia e Computação. São Paulo: CIEB, 2020.

COMPUTAÇÃO FUNDAMENTAL. Computação no Ensino Fundamental, 2019. Disponível em: https://sites.google.com/view/computacaofundamental/. Acesso em: 02 de fev. 2021.

COMPUTING AT SCHOOL, a subdivision of the British Computer Society (BCS). 2015. Computational Thinking: A Guide for Teachers. Disponível em: <http://community.computingatschool.org.uk/files/6695/original.pdf>. Acesso em: 04 de fev. 2021.

COSTA, Leonardo dos Santos et al. Um estudo exploratório da aplicação de pensamento computacional baseado nas perspectivas de professores do ensino médio. In: Anais dos Workshops do Congresso Brasileiro de Informática na Educação. 2017. p. 992.

CSTA. CSTA K-12 Computer Science Standards. Computer Science Teachers Association, 2011. Disponível em: <https://dl.acm.org/doi/pdf/10.1145/2593249>. Acesso em: 04 de fev. 2021.

GERALDES, Wendell Bento et al. O Pensamento Computacional no Ensino Profissional e Tecnológico. Anais dos Workshops do Congresso Brasileiro de Informática na Educação, [S.l.], p. 902, out. 2017. ISSN 2316-8889. Disponível em: <https://www.br-ie.org/pub/index.php/wcbie/article/view/7476>. Acesso em: 12 fev. 2021.

GOEDERT, Lidiane; ARNDT, Klalter Bez Fontana. Mediação pedagógica e educação mediada por tecnologias digitais em tempos de pandemia. Criar Educação, Criciúma, v. 9, 2020.

HSU, Ting-Chia; CHANG, Shao-Chen; HUNG, Yu-Ting. How to learn and how to teach computational thinking: Suggestions based on a review of the literature. Computers & Education, v. 126, p. 296-310, 2018.

ISTE. International Society for Technology in Education. ISTE Standards for Educators, 2016. Disponível em: <https://cdn.iste.org/www-root/Libraries/Images/Standards/Download/ISTE%20Standards%20for%20Educators-%20Comp%20Thinking%20Competencies%20(Permitted%20Edu%20Use).pdf>. Acesso em: 04 fev. 2021.

KONG, Runzhi; WONG, Gary K. W. Teachers' perception of professional development in coding education, 2017 IEEE 6th International Conference on Teaching, Assessment, and Learning for Engineering (TALE), Hong Kong, 2017, pp. 377-380, doi: 10.1109/TALE.2017.8252365.

LING, Ung L. et al. Preliminary investigation: Teachers’ perception on computational thinking concepts. Journal of Telecommunication, Electronic and Computer Engineering (JTEC), v. 9, n. 2-9, p. 23-29, 2017.

MALAGGI, Vitor. Tecnologia em tempos de pandemia: a educação a distância enquanto panaceia tecnológica na educação básica. Criar Educação, v. 9, n. 2, p. 51-79, 2020.

MARCON, Karina. Inclusão e exclusão digital em contextos de pandemia: que educação estamos praticando e para quem?. Criar Educação, v. 9, n. 2, p. 80-103, 2020.

PAPERT, Seymour. Mindstorms: Children, computers and powerful ideas. 1990.

PASQUAL JÚNIOR, Paulo Antonio; OLIVEIRA, Simone de. Pensamento computacional: uma proposta de oficina para a formação de professores. RENOTE, v. 17, n. 1, p. 62-71, 2019.

RAABE, André Luís Alice; BRACKMANN, Christian Puhlmann; CAMPOS, Flávio Rodrigues. Currículo de Referência em Tecnologia e Computação: Da Educação Infantil ao Ensino Fundamental. Centro da Inovação para a Educação Brasileira, 2018.

SANTOS, Gilson Pedroso; MAFRA, José Ricardo Souza. O ensino de matemática por atividades: uma interface entre recursos tecnológicos e o pensamento computacional. REMATEC, v. 15, n. 35, p. 79-99, 2020.

SBC. SOCIEDADE BRASILEIRA DE COMPUTAÇÃO. Diretrizes para ensino de Computação na Educação Básica, 2018. Sociedade Brasileira de Computação. Disponível em: https://www.sbc.org.br/documentos-da-sbc/send/131-curriculos-de-referencia/1177-diretrizes-para-ensino-de-computacao-na-educacao-basica. Acesso em: 02 de fev. 2021.

SBC. SOCIEDADE BRASILEIRA DE COMPUTAÇÃO. Itinerário Formativo de Computação. [Porto Alegre], 2019. Disponível em: http://sbc.org.br/documentos-dasbc/send/203-educacao-basica/1216-itinerario-informativo-da-computacao. Acesso em: 02 de fev. 2021.

SHUTE, Valerie J.; SUN, Chen; ASBELL-CLARKE, Jodi. Demystifying computational thinking. Educational Research Review, v. 22, p. 142-158, 2017.

SILVA BARBOSA, Luciana Leal; MALTEMPI, Marcus Vinícius. Matemática, Pensamento Computacional e BNCC: desafios e potencialidades dos projetos de ensino e das tecnologias na formação inicial de professores. Revista Brasileira de Ensino de Ciências e Matemática, v. 3, n. 3, 2020.

VALENTE, José Armando. Integração do pensamento computacional no currículo da educação básica: diferentes estratégias usadas e questões de formação de professores e avaliação do aluno. Revista E-curriculum, v. 14, n. 3, p. 864-897, 2016.

WING, Jeannette M. Computational thinking. Communications of the ACM, v. 49, n. 3, p. 33-35, 2006.

WING, Jeannette M. Computational thinking and thinking about computing. Philosophical Transactions of the Royal Society A: Mathematical, Physical and Engineering Sciences, v. 366, n. 1881, p. 3717-3725, 2008.

WING, Jeannette M. Computational Thinking: What and Why? 2010. Disponível em: https://www.cs.cmu.edu/~CompThink/resources/TheLinkWing.pdf. Acesso em: 02 de fev. 2021.

YADAV, Aman; STEPHENSON, Chris; HONG, Hai. Computational Thinking for Teacher Education. Communications of the ACM, v. 60, n. 4, abr. 2017.

Downloads

Publicado

2022-09-28