O ser da Geometria

crítica à crítica de Lukács a Einstein

Autores

  • William Casagrande Candiotto Centro Universitário Barriga Verde
  • Patricia Laura Torriglia
  • Ademir Damazio
  • José Deribaldo Gomes dos Santos

DOI:

https://doi.org/10.18616/ce.v12i2.8030

Resumo

O texto ora apresentado faz parte de uma investigação que teve como objetivo compreender a relação entre as geometrias não-euclidianas e a Teoria da Relatividade, bem como apresentar uma crítica à crítica de Lukács a Einstein. A intenção da crítica se traduz na necessidade de discutir a natureza do conhecimento geométrico, bem como sua relação com a materialidade do mundo. Tal crítica, no que tange ao debate sobre a tridimensionalidade do ser, apresenta indícios fundamentais para compreender o objeto da Geometria como um reflexo do movimento da matéria, das leis físicas que traduzem esse movimento. A análise realizada não encontrou nos argumentos einsteinianos a intenção de provar que o objeto da Geometria é constitutivo da realidade física, ao contrário do que defendeu Lukács.

Downloads

Publicado

2023-08-04