EMPREENDEDORISMO EM CLUBES DE FUTEBOL: A BUSCA POR SUTENTABILIDADE

Autores

  • Ricardo Luiz Angelotti PPGDS/UNESC

Resumo

A transformação do futebol em um mercado de importância global nas últimas décadas fez com que a perspectiva do esporte assumisse maior relevância. O crescimento dos clubes, a globalização das transmissões de jogos, as grandes transferências de atletas e o valor crescente dos investimentos transformaram o futebol é um importante mercado, profundamente complexo e bilionário como afirma Bazanini et al. (2014). A busca por uma compreensão ainda mais ampla dos caminhos que o futebol vem percorrendo nesses últimos anos leva a presente pesquisa a ter como objetivo; identificar as ações empreendedoras executadas pelos clubes de futebol em busca de uma maior valorização das suas marcas. Para isso se recorre a uma pesquisa de natureza qualitativa que segundo as definições de Richardson (1999) se caracteriza pela tentativa de compreender de forma detalhada os significados e características de uma determinada situação. Utilizando-se da pesquisa documental, segundo Kripka et al. (2015), uma ampla análise de diversos materiais já estudados ou não. Essa extração de informações se dá de forma descritiva, que conforme Gil (2008), tem a característica de descrever um determinado fenômeno. A busca pelo empreendedorismo nos clubes de futebol por seus dirigentes leva a valorização da marca do clube perante um mercado altamente competitivo, gerando ações ousadas na intenção da diferenciação (BAZANINI et al., 2014). Procurando elevar as fontes de receitas do clube para que se torne sustentável e garanta o investimento na formação de melhores equipes, funcionando com um ciclo virtuoso onde o sucesso administrativo e financeiro pode alavancar o sucesso esportivo (MATTAR, 2013). São quatro os principais pilares onde os dirigentes podem buscar receitas (comercial, bilheteria, mídia e venda de atletas), mas somente dois deles permitem, de uma forma mais evidente, ações empreendedoras para alavancagem de melhorias. No comercial com o licenciamento de produtos, merchandising, patrocínio e material esportivo, e na mídia com as buscas de novas fontes de exposição da marca do clube (SILVA e CAMPOS FILHO, 2006). Em conjunto as possibilidades do mercado do futebol a busca por ações empreendedoras se relacionam com às seis premissas definidas por Mintzberg et al. (2000), onde a compreensão do cenário completo é fundamental para que o líder tome o direcionamento das estratégias com a intenção de empreender de forma a atingir os resultados. É possível assim considerar que os clubes de futebol que estiverem atuando na busca de empreender ações diferenciadas frente ao mercado poderão obter um retorno melhor perante os demais e isso fará com o que o resultado financeiro possa ser investido em desenvolvimento de um time ainda mais qualificado para as competições. Então compreende-se que o futebol brasileiro deve ser pensado além do campo de jogo, pois, será uma gestão eficiente e sustentável que irá possibilitar a construção de uma equipe forte e competitiva no cenário (inter)nacional.

Downloads

Publicado

2022-01-05