O DISCURSO SOBRE A MÁFIA ITALIANA PRESENTE NA OBRA LITERÁRIA DE O PODEROSO CHEFÃO

Autores

  • Lucas Garcia Quaglioto Unesc

Resumo

A Máfia Italiana tem sido objeto de exploração da indústria cultural há muito tempo. Uma obra que se destacou e virou clássico de referência sobre a concepção popular de “Máfia” é O Poderoso Chefão de Mario Puzo. Portanto, o objetivo desta pesquisa é identificar elementos enunciativos e interditos da estrutura da Máfia, demonstrando relações de poder que a cercam e delimitando sua ordem do discurso. Baseado na concepção de discurso de Foucault, este trabalho analisa as fronteiras que cerceiam a ordem estrutural de poder da Máfia, relacionando com sua origem conectada à tradição mafiosa siciliana. Os textos imagéticos da violência praticada pela Máfia são uma tática discursiva de amedrontamento de seus opositores e adversários. Os atravessamentos discursivos presentes na ordem do discurso da Máfia implicam em inter-relações com: o discurso político hegemônico, a religiosidade praticada por seu povo oriundo da Sicília e a responsabilidade com sua construção discursiva ao atender agentes de fora da Máfia.


Referências

ACOSTA BERNADET, Luis Fernando. A securitização do crime organizado dentro da política externa estadunidense na década de 1970-1980: estudo de caso da máfia italiana la cosa mostra. Monografia. Santana do Livramento-RS. Universidade Federal do Pampa, 2016. Disponível em: Acesso em: 09 jun. 2021.

FOUCAULT, Michel. A ordem do discurso. Tradução Laura Fraga de Almeida Sampaio. São Paulo: Loyola, 1996.

______. Microfísica do poder. Organização e tradução de Roberto Machado. Rio de Janeiro: Graal, 2002.

LUPO, Salvatore. A história da máfia: das origens aos nossos dias. São Paulo: Unesp, 2002.

PUZO, Mario. O poderoso chefão. Tradução de Carlos Nayfeld. Rio de Janeiro: Record, 2017.

Downloads

Publicado

2022-03-30