TAPETE VERMELHO

UMA ANÁLISE FÍLMICA SOBRE AS PERSPECTIVAS DE SUPERAÇÃO DO FRACASSO ESCOLAR E DO PRECONCEITO CONTRA AS FAMÍLIAS DO CAMPO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18616/ce.v13i1.7682

Resumo

O presente artigo objetiva desenvolver uma análise crítica do filme Tapete Vermelho e as possíveis confluências com a superação do fracasso escolar e do preconceito contra as famílias do campo. Esta análise fílmica é desenvolvida à luz das obras “A produção do fracasso escolar”, de Maria Helena Souza Patto; “O que é questão agrária” de José Graziano da Silva; “O que é reforma agrária”, de José Eli Veiga, entre outros autores, que dão suporte teórico para compreender os aspectos centrais do filme, com ênfase ao contexto geral da trama e das relações sociais estabelecidas entre os personagens primários e secundários do filme. A obra traz elementos históricos relacionados ao final da década de 1970, e início dos anos 1980, sendo que a morte de Mazzaropi ocorre em 1981. Ainda, o filme potencializa a vontade do homem do campo de ressignificar sua vida, sua aprendizagem social e cultural, numa conjuntura adversa intensificada pela exploração massiva da classe trabalhadora e de um Estado que, de certa forma, instigava a criação do estereótipo do caipira para transformá-lo no cidadão das concepções urbanas”.

Biografia do Autor

Eduardo Augusto Farias, UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA/PR

Assistente Social na APAE. É membro de Conselho Municipal de Saúde e Coordenador de assistência social no Conselho das APAES da Região de Apucarana, vinculadas a FEAPAES/PR. Doutorando em Educação pela Universidade Estadual de Londrina - UEL.  Mestre em Serviço Social e Política Social. Licenciado em Sociologia. Graduado em Serviço Social pela Universidade Estadual do Paraná - UNESPAR/Campus Apucarana. Autor de vários artigos e livros, suas áreas de atuação e pesquisa envolvem o campo da educação inclusiva, Educação de Jovens e Adultos (EJA) e etarismo, antirracismo, adoção, infância e maternidade negra, e rede intersetorial de trabalho com famílias.  E-mail: professoreduardofarias@gmail.com. 

Marta Regina Furlan, UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA

Professora no Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual de Londrina/PR. Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Estadual de Londrina (1999), Mestrado em Educação pela Universidade Estadual de Maringá (2003), Doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Maringá (2011), Pós-Doutorado em Educação pela Universidade Paulista Júlio de Mesquita Filho e Pós-Doutorado em Educação pela Universidade do Extremo Sul Catarinense (2021). É Coordenadora do Projeto CRITinfância - Reinventando novos sentidos para a Educação Infantil, em que realiza ações que visam a reflexão crítica, pedagógica e da intencionalidade na educação infantil. E-mail: marta.furlan@yahoo.com.br

Downloads

Publicado

2024-02-23