A BNC-FORMAÇÃO E SUAS IMPLICAÇÕES PARA OS CURSOS DE PEDAGOGIA

Autores

  • Amanda Caroline dos Santos Gonçalves
  • Rafael Rodrigo Mueller

DOI:

https://doi.org/10.18616/rsp.v6i1.7246

Resumo

RESUMO: O presente artigo tem como objetivo analisar quais as implicações da uma das recentes políticas públicas educacionais para os cursos de Pedagogia: a Base Nacional Comum-Formação (BNC-Formação). Buscando uma melhor compreensão do documento, o aprofundamento dos estudos aconteceu através da análise documental da própria resolução homologada em dezembro de 2019. Para isso, o conceito do que são políticas públicas educacionais é brevemente abordado e logo em seguida apresenta-se um pequeno histórico da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) da Educação Básica. Sabendo que é a partir dela que a BNC-Formação vai se construir, uma breve introdução sobre as leis para o ensino superior e para os cursos de pedagogia é traçada, destacados por Saviani (2020), a fim de dar subsídios para a análise de dados. Em um terceiro momento é apresentado a análise da própria BNC-Formação, com as mudanças propostas por ela e quais os impactos que isso traz para os cursos de pedagogia e para a formação inicial do docente. Por fim, apresenta-se os resultados obtidos ao longo da pesquisa, destacando os possíveis regressos que a educação brasileira vem sofrendo com a aprovação de tais documentos. PALAVRAS-CHAVE: Políticas Públicas Educacionais. Base Nacional Comum Curricular. Base Nacional Comum Formação. Cursos de Pedagogia.

Downloads

Publicado

2022-07-07