Desafios enfrentados pelos agentes comunitários de saúde na Estratégia Saúde da Família

Michele Goulart dos Santos, Luciane Bisognin Ceretta, Magada Tessmann Schwalm, Valdemira Santina Dagostim, Maria Tereza Soratto

Resumo


A pesquisa teve como objetivo conhecer os desafios enfrentados pelos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) no processo de trabalho na Unidade de Estratégia Saúde da Família (ESF) de um município da Região Sul de Santa Catarina. Trata-se de uma pesquisa de abordagem qualitativa, do tipo descritivo-exploratória e de campo. Utilizou-se como instrumento de coleta de dados a entrevista semi-estruturada aplicada com sete ACS que atuam nas ESF. Utilizou-se para análise dos dados as categorias de análise preconizadas por Minayo. Os ACS ressaltaram as dificuldades enfrentadas para encontrar as pessoas em casa, o mau tempo, a distância entre uma casa e outra, os animais soltos, a precarização das estradas e as casas fechadas; além da vulnerabilidade social da microárea com casos de tráfico de drogas, a falta de infra-estrutura na comunidade e a ocorrência de doenças infecto-contagiosas. O ouvir atento com esclarecimento das dúvidas, dar atenção ao problema das famílias de forma discreta e com ética profissional são condutas dos ACS para o enfrentamento das dificuldades e desafios no processo de trabalho na ESF. O papel do enfermeiro no processo de trabalho do agente comunitário perpassa o esclarecimento de dúvidas e a resolução dos problemas encontrados em cada microárea.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18616/is.v4i1.1765

Direitos autorais 2015 Inova Saúde

 

 

ISSN 2317-2460

 

Indexação

      

Suporte e Apoio: